'MPB na ABL' apresenta show de Cristina Buarque com Samba de fato

JB Online

RIO - Músicas inéditas, raridades e outras tantas finalizadas pelo letrista Paulo César Pinheiro são a base do espetáculo que têm no compositor Mauro Duarte a grande referência da terceira edição da série MPB na ABL .

Promovido pela Academia Brasileira de Letras, o espetáculo será realizado no próximo dia 4 , às 12h30min, no Teatro R. Magalhães Jr., reunindo Cristina Buarque e o grupo Samba de Fato, formado por Pedro Amorim (bandolim e voz), Paulino Dias e Pedro Miranda (percussão e voz) e Alfredo Del-Penho (violão e voz).

Iniciada em abril, como homenagem aos 200 anos da chegada ao Brasil da Família Real, contou com as participações da pianista Maria Teresa Madeira, do grupo Quadro Cervantes e do cantor Marcos Sacramento. Em maio, o cantor/compositor João Bosco mostrou seu repertório clássico e músicas inéditas. Agora, Cristina Buarque & Samba de Fato, que acabaram de gravar o CD "O Samba Informal de Mauro Duarte", vão homenagear o samba brasileiro e, particularmente, as rodas de samba cariocas, em que Mauro e suas composições têm lugar de destaque.

- O primeiro samba que eu fiz com ele foi um sucesso "Menino Deus". Depois vieram outros tantos. Mauro foi um grande compositor.

O público ouvirá "Acerto de contas", "Falou demais", "Mineiro pau", "Samba de botequim" e "Lamento negro", entre outros.

Outros parceiros e amigos de Mauro também constam do repertório do disco/show de Cristina Buarque & Samba de Fato, como Walter Alfaiate e Ivone Lara. Com esta, o samba "Morro", única parceria dos dois; com Walter Alfaiate, "Jeito do cachimbo" e "Eu não quero saber".

Também Noca da Portela e Adelcio Carvalho comparecem com parcerias. O primeiro com "Não sei", e "Adelcio", que foi colega de Mauro no Os Autênticos, grupo de samba da década de 60, com "Samba do eleitor".

Mauro Duarte, segundo Alfredo Del-Penho, deixou cerca de 30 músicas inéditas, em fitas ou na memória dos companheiros.

- As músicas de Mauro diz ele -, são fruto do convívio nos bares, da sua participação nos blocos de carnaval, das rodas de choro. A proposta deste espetáculo é, também, revelar o Mauro desconhecido do grande público, até aqui propriedade imemorial de quem privou de sua amizade.

Serviço

Cristina Buarque & Samba de Fato

4/6/2008, quarta-feira, às 12h30min

Entrada Franca

Academia Brasileira de Letras (Teatro R. Magalhães Jr. - Av. Presidente Wilson, 203 Castelo Rio de Janeiro)