Mel Brooks produz filme sobre entregador de pizza

REUTERS

LOS ANGELES - Mel Brooks não está parado. O renomado produtor e comediante diz que não vai desistir de sua produtora Brookfilms, ao contrário do que disse uma publicação de fofocas em Nova York, e agora está desenvolvendo um filme de horror.

- Não vou desistir - disse Brooks, de 81 anos, ao Hollywood Reporter.

- A Brooksfilms ainda está aí e vai continuar por um tempo. Não estou desacelerando e ninguém me mandou parar.

Seu último projeto, Pizzaman, é um filme de horror que marca o retorno da Brooksfilms ao gênero. A companhia produziu o bem-sucedido A Mosca e sua sequência, A Mosca II, que não fez tanto sucesso.

Brooks disse que o projeto ainda está na fase da elaboração do roteiro e que ainda tem de vendê-lo aos estúdios. Ele está escrevendo com Rudy De Luca e Steve Haberman, que trabalharam com ele em Que droga de vida e Drácula: morto mas feliz.

Brooks montou a Brooksfilms em 1980, quando se interessou pela produção do drama O homem-elefante e acreditou que o público pensaria se tratar de uma comédia, devido ao rótulo 'filme de Mel Brooks'. A produtora então fez vários dramas, incluindo Frances e Nunca te vi, sempre te amei, além de algumas comédias.

Brooks continua a trabalhar na série de animação Spaceballs para o canal a cabo G4, emprestando sua voz aos personagens Presidente Skroob e Yoghurt. Ele também está na versão da Broadway para Jovem Frankenstein.