Palco da resistência cultural e política recebe celebridades

Leandro Souto Maior, JB Online

RIO - O outrora espaço da resistência cultural e política foi palco de um desfile de personalidades da área artística e celebridades em geral na noite desta terça-feira, na pré-estréia-para-amigos-e-convidados-com-cobertura-da-imprensa da peça A Noviça Rebelde, no 'quase' recém reaberto Teatro Casa Grande, no Leblon. 'Quase' porque a abertura 'oficial' para o público será nesta quinta-feira. Uma pré-pré-estréia, mais íntima, por assim dizer, ocorreu na véspera.

- Ontem fizemos uma apresentação para quase mil pessoas. Deu um frio na barriga, mas se a gente não ficar nervoso não tem graça. O espetáculo está pronto, e está fantástico! revelou o diretor musical Cláudio Botelho.

Quando um incêndio levou ao fechamento do espaço em 1997, não havia internet e celulares bombando como hoje, ainda tinha ACM e Roberto Marinho no comando e Lula era uma esperança. Enfim, o mundo era outro, o Brasil era outro, o Rio era outro. É no mínimo complicado esperar que o Casa Grande de hoje represente aquele inaugurado em 1966.

Um grande letreiro escrito Território livre da Democracia, em homenagem a Tancredo Neves, se destacava na decoração logo na entrada. Os Ciclos de Debates da Cultura Contemporânea, que aconteceram no teatro a partir de 1975, estavam representados na noite desta terça por pelo menos dois de seus participantes mais emblemáticos, Ferreira Gullar e Sérgio Cabral.

A nova estrutura impressiona, com fotos e cartazes dos espetáculos antigos, tudo cheirando a novo e remetendo ao velho.

- A gente está inaugurando com A Noviça Rebelde, mas logo vai abrir para espetáculos de conteúdos diversos. Uma das idéias é promover encontros inéditos de nomes da MPB contou Luiz Calainho, um dos sócios do novo empreendimento.

A atriz e cantora - ela mesma fez questão de assegurar que joga nas duas - Alessandra Maestrini, integrante do elenco de 7, o musical, também da dupla Cláudio Botelho e Charles Muller, adiantou que pode vir por aí... mais um musical.

- Miguel Falabella quer escrever um musical para mim, onde eu possa cantar ópera! Para mim seria ótimo! Na música e no teatro, quanto mais eu variar, melhor! disse.

- Eu sempre adorei a história da Noviça Rebelde, e hoje aqui, desde os diretores ao elenco praticamente inteiro, todos são meus amigos! Não tem como não gostar!

Julia Lemmertz, Silvia Bandeira, Marcio Garcia e até o governador em exercício Luiz Fernando Pezão estavam entre os que foram conferir as novas instalações do teatro e a peça.

- Tudo o que vem de Charles Muller e Cláudio Botelho é sempre bom garantia o diretor Gilberto Braga.

Mas sobre o espetáculo, caro leitor, você não vai saber neste texto, já que o credenciamento para a cobertura não valia para todas as dependências nesta terça-feira. Após o início, o jeito foi mandar a resistência cultural às favas e ir bater perna no mega shopping center que faz companhia ao novo teatro... Tchau, Casa Grande!

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais