J.K. Rowling evoca direitos autorais em tentativa de preservar obra

Agência EFE

NOVA YORK - A escritora britânica J.K. Rowling, criadora das aventuras de Harry Potter, reivindicou nesta quarta-feira seus direitos autorais ao defender seu trabalho durante o julgamento de uma editora que quer publicar um livro relacionado ao universo do jovem mago.

Rowling testemunhou, pela segunda vez, na ação que ela e a Warner Bros movem contra a americana RDR Books, que pretende publicar uma enciclopédia com os lugares, personagens e termos que fazem parte da saga de Harry Potter.

Na audiência desta quarta-feira, Rowling disse que o caso não se refere a outra coisa se não ao 'direito do autor de proteger sua criação'.

Além disso, afirmou que se o lançamento do livro for autorizado, "as comportas se abrirão' e o trabalho de outros criadores como ela ficará em perigo.

- Somos os proprietários de nosso próprio trabalho? - questionou a autora durante seu testemunho no tribunala americanos.

O juiz que trata do caso recomendou às partes interessadas chegarem a um acordo extrajudicial.