Irã condena filme 'hostil' de deputado holandês sobre o Islã

REUTERS

TEERÃ - O Irã condenou hoje o filme contra o Islã do parlamentar holandês Geert Wilders, e o qualificou de "provocativo e hostil'.

O porta-voz do Ministério de Exteriores iraniano, Mohammed al-Hosseini, citado pela 'Irna', disse que o fato de ter colocado o vídeo em um site reflete 'um profundo rancor contra o Islã e os muçulmanos'.

O porta-voz pediu à Holanda, ao Governo britânico e à União Européia para intervir imediatamente a fim de conter a emissão do vídeo.

Hosseini advertiu também sobre as repercussões negativas que este fato terá nas relações entre os países islâmicos e o Ocidente, disse o responsável iraniano;

"Esta ação é uma desonra tanto para a firma britânica que colocou o filme em seu site quanto para o deputado holandês que o produziu'.