Cristina Buarque resgata pérolas do samba e espera novos compositores

Leandro Souto Maior, JB Online

RIO - A cantora e compositora Cristina Buarque, uma das maiores autoridades quando o assunto é samba, buscou em São Paulo um grupo que faz um verdadeiro culto ao samba de terreiro, garimpando sambas da antiga.

O resultado do encontro com os paulistas do grupo Terreiro Grande foi um show e um CD, "Cristina Buarque e Terreiro Grande ao vivo", que os cariocas vão poder conferir ao vivo neste fim de semana em três ocasiões, duas na Sala Baden Powell e uma no bar Mal do Século.

Na verdade, o grupo não é formado por músicos profissionais. Os 15 integrantes ganham a vida de outra forma, mas encontraram no samba um meio de identificação comum.

- O que me chamou a atenção no grupo foi a busca por um repertório e sonoridade que não se encontra com facilidade por aí atualmente - conta Cristina, citando compositores como Candeia, Manacéa e Aniceto, entre outros.

- São músicas que nunca tocaram em rádios. Um legado passado de geração para geração.

Entre as preciosidades do show e CD, estão músicas inéditas de Paulo da Portela ("Tu me desprezas"), Manacéa ("Conselho da mamãe"), Candeia ("Inspiração") e Chico Santana ("Eu não sou do morro").

Nas apresentações no Rio neste fim de semana, estão no repertório preciosidades que não entraram no CD, como um samba inédito de Cartola, chamado "Tristeza", feita bem no início da década de 40.

Além de resgatar os clássicos, a irmã de Chico Buarque também está atenta à nova produção do samba carioca. Apesar de alguns expoentes, ela não vê ainda algum nome para entrar para a eternidade e despertar interesse de resgate daqui há 15 ou 20 anos.

- Tem muita gente boa que conheço, como o Pedro Miranda, Teresa Cristina, Mariana Bernardes e Ana Costa. Alguns compositores são muito bons, mas essa turma ainda está meio que começando. Acredito que o momento seja propício para vir uma nova leva boa de compositores por aí. Gente genial, genial mesmo, ainda não apareceu. Ainda estou esperando os grandes.

As apresentações Cristina Buarque e Terreiro Grande acontecem nesta sexta e sábado, dias 28 e 29, na Sala Baden Powell (Avenida Nossa Senhora de Copacabana, 360, Copacabana), às 20h. A terceira apresentação acontece no domingo, dia 30, no Mal do Século (Rua do Rezende, 26, Lapa), às 17h.