Cidade marroquina de Fez é eleita capital mediterrânea da filosofia

JB Online

RABAT - A antiga cidade imperial marroquina de Fez, que comemorará em abril os 1.200 anos de sua fundação, foi declarada capital mediterrânea da filosofia em 2008, em uma iniciativa na qual participam pesquisadores de todas as regiões banhadas por esse mar.

Os especialistas, reunidos na cidade para o VII Encontro Internacional Primavera da Filosofia, aprovaram uma declaração na qual nomeiam a região 'capital mediterrânea da filosofia' durante este ano, por ser Fez um 'espaço de diálogo entre civilizações e culturas'. A declaração foi aprovada por um grupo de pesquisadores procedentes de Alemanha, Bulgária, Egito, Espanha, França, Itália, Jordânia, Marrocos, Tunísia e Síria.

Outra das razões para a escolha de Fez como capital mediterrânea da filosofia em 2008 é o fato de que nela se encontra uma das universidades mais antigas do mundo, a de Al-Karaouine.

Durante este ano, serão realizadas na localidade conferências sobre diversos aspectos da filosofia e encontros culturais.

Os participantes do VII Encontro Internacional lembraram que 'a filosofia teve, durante séculos, um lugar fundamental no imaginário mediterrâneo'. Fez se prepara ainda para celebrar, a partir do próximo dia 5 de abril, seus 1.200 anos de fundação.