Theatro Municipal abre temporada 2008 com Programa de Dvorák

Cecília Abreu, JB Online

RIO - A sexta-feira santa (21) promete grandes momentos aos amantes da boa música. Em seu primeiro concerto depois que assumiu a Direção Artística do Theatro Municipal, o Maestro Roberto Minczuk estará à frente do Coro e da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), na apresentação do Stabat Mater, obra composta em 1877 pelo tcheco Antonin Dvorák (1841 1904) Os solistas serão Elizabeth Whitehouse, soprano. Adriana Clis, mezzo-soprano. Reginaldo Pinheiro, tenor. Hernan Iturralde, baixo.

Minczuk acumula o cargo de diretor-artístico da OSB e o mesmo posto no Theatro Municipal. O convite partiu da presidente do teatro, Carla Camurati.

Dvorák nasceu em família muito humilde e teve muita dificuldade para poder se dedicar à sua vocação musical. Os sacrifícios só fizeram sedimentar o amor por suas origens e por sua pátria.

Com Stabat Mater , alcançou finalmente o reconhecimento internacional, porém manteve-se sempre fiel às origens, divulgando as tradições eslavas.

O título se refere ao início de um poema latino do século XIII. É uma revelação do aspecto emocional, sob aura mística, centrando-se na figura de Maria ao pé da cruz durante crucificação de Jesus Cristo.

O poema e sua melodia se originam docantochão, uma manifestação do sentimento de piedade religiosa com caráter popular e de fácil assimilação, respeitando as determinações do catolicismo romano.

Por isso mesmo, é uma peça de grande significação para os programas de música sacra realizados na Sexta Feira da Paixão.

Dvorák compôs ainda várias obras sinfônicas, óperas, concertos para violino, violoncelo e muitos outros Trios, Quartetos e Quintetos para Cordas.

A noite promete ser muito enriquecedora. O programa terá início às 20 h.

Theatro Municipal do Rio de Janeiro

Praça Floriano, s/n - Centro. Tel.: (21) 2299-1711.

$ R$ 20 (gal.), R$ 40 (bl.), R$ 60 (pl. e bl. nb.) e R$ 360 (fr. e cam.)

Estudantes(com apresentação da carteirinha) e idosos pagam meia-entrada