A arte do artista Hilal Sami Hilal chega ao Museu de Arte Moderna

JB Online

RIO - A arte do artista capixaba Hilal Sami Hilal chega ao Museu de Arte Moderna, de 18 de março a 18 de maio. A exposição, que tem curadoria de Paulo Herkenhoff e bateu recorde de visitação no Espírito Santo, revela a poética do artista e fala de suas memórias.

Aos 12 anos, Hilal perdia o pai, ausência que imprimiu em sua vida muito precocemente a noção de vazio e resultou na busca de um novo caminho, que foi sendo substituída pela arte.

Nesta exposição, cujo título é Seu Sami , o artista presta uma homenagem ao pai e estabelece um paralelo entre luz e sombra, o vazio e a matéria. A obra de Hilal caracteriza-se pela leveza das formas, seja nos rendilhados, nascidos do papel elaborado pelo próprio artista a partir de trapos de tecidos, seja nos trabalhos em metal, onde dele retira o peso, transformando-o numa espécie de brocado.

Os nomes da família, dos amigos e dos amigos da família compõem a estrutura de alguns trabalhos, como o "Livros", de cobre e papel, que constituem um dos núcleos da exposição. A grande instalação da mostra é a obra título, Seu Sami . Um registro simbólico da ausência do pai vivida por Hilal. A instalação é um espaço infinito criado por Hilal, uma seqüência de luz e sombras.

A mostra se completa com a instalação Sherazade, título que corresponde ao nome da narradora de "As Mil e Uma Noites". A obra tem a forma de um grande livro ramificado.

"Seu Sami", no MAM - Museu de Arte Moderna. Endereço: Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo. Horário: terça a sexta de 12h às 18h, sábados, domingos e feriados de 12h às 19h. Ingresso: R$ 5. Informações: (21) 2240 4944.