Hugh Grant dá seu apoio à luta contar o câncer

Agência EFE

LONDRES - O ator britânico Hugh Grant mostrou seu lado mais solidário ao manifestar seu apoio à luta contra o câncer, doença que tirou a vida de sua mãe.

Grant participará esta semana do lançamento da campanha que a organização beneficente Marie Curie Cancer Care organiza a cada ano a fim de arrecadar fundos para investigar o câncer e descobrir novos tratamentos contra a doença.

A estrela de Hollywood, de 47 anos, se ofereceu para colaborar com a causa em agradecimento pela ajuda que a organização prestou a sua mãe, Fynvola, que morreu em 2001, aos 63 anos, em conseqüência de um câncer de pâncreas.

- Mamãe estava disposta, como parece ser o caso de muitas pessoas em sua situação, a morrer em casa, e isso não teria sido possível sem eles (o Marie Curie Cancer Care) - afirmou o ator em entrevista ao jornal The Daily Telegraph.

O ator agradeceu especialmente a ajuda das enfermeiras da organização, que emprega 2.700 profissionais do setor médico.

Segundo o ator, sua mãe 'sentia muita dor, se encontrava muito fraca e necessitava de cuidados 24 horas por dia', uma situação que as enfermeiras enfrentaram 'de maneira muito discreta, com bom humor e, acima de tudo, com uma surpreendente amabilidade'.

Hugh Grant contou que Fynvola também tentava enfrentar a situação com bom humor, chamando de 'vampiros' os que enviavam à família cartões que expressavam 'o mais profundo pesar' durante sua doença.