Teatro: 'Homens querem casar e mulheres querem sexo' une casais

JB Online

RIO - Os tempos mudaram mesmo, e essa constatação pode ser comprovada no espetáculo "Os homens querem casar e as mulheres querem sexo". Desde o título da divertida e criativa peça, o que se obesrva é uma inversão dos valores até então estabelecidos.

O monólogo com o ator Carlos Simões conta a história de Jonas, um apresentador de noite de torpedo (lembram das 'noites de torpedo'?) com seus 30 anos à procura de um casamento. Mas elas não querem mais casar: só querem sexo. O rapaz tenta de todas as maneiras encontrar uma mulher para casar. Freqüentador assíduo de casamentos - de conhecidos e desconhecidos -, ele briga por todos os buquês... Depois de mais uma tentativa frustrada em um casamento, ele resolve ir para o bar, beber e desabafar com quem fosse... E é nesse lugar que sua vida se transforma...

A idéia do projeto surgiu com o crescimento dos sites de relacionamento. Uma pesquisa revelou que mais da metade dos participantes em busca de um relacionamento sério são homens, ao contrário das mulheres, que se mostram mais disponíveis para encontros casuais.

A peça tem o objetivo de unir casais da platéia. O teatro se transforma no bar e o público recebe um adesivo na entrada do teatro, nas cores verdes (solteiro), amarelo (enrolado) e vermelho (comprometido). Durante o monólogo, o ator interage com o público para formar possíveis casais e incentivar declarações amorosas dos casais presentes.

- A interatividade com a platéia tem me surpreendido! Não esperava que o publico fosse tão participativo - comemora Carlos Simões, que está em cartaz com a peça desde o dia 17 de janeiro no Teatro Cândido Mendes, em Ipanema. A temporada vai até o dia 20 de março, sempre às quintas-feiras.

Serviço:

Teatro Cândido Mendes: Rua Joana Angélica, 63, Ipanema. Horário: 21h. Ingresso: R$ 30. Informações: (21) 2267-7295.