Espetáculos e peças não funcionam no Carnaval. Exceção é o CCBB

JB Online

RIO - Dizem, de brincadeira, que o ano não começa no dia 1º de janeiro, e sim depois do Carnaval. Neste período entre o Réveillon e a folia, devido também às férias escolares e ao auge do verão, as atenções costumam ficar totalmente voltadas para os preparativos para os desfiles e festividades do feriado.

Atrações musicais não relacionadas ao samba até arrebanaham foliões desgarrados para seus eventos. Já os teatros com suas peças costumam ficar às moscas ou mesmo nem acontecer, devido à grande atenção que o Carnaval ganha das pessoas.

Para quem quer decretar o túmulo do samba, de fato só tem até esta sexta-feira para desfrutar de possibilidades de diversão nas artes cênicas na cidade.

A exceção é o Centro Cultural Banco do Brasil (Rua Primeiro de Março, 66,

Centro), que estará com os espetáculos "Mãe coragem" e "Entropia" em cartaz normalmente, no sábado e domingo de Carnaval.

Mesmo o badalado "Sassaricando", espetáculo que trata do universo das marchinhas, só arrisca funcionar até esta sexta-feira, no recém reinaugurado Teatro Carlos Gomes, no Centro. Depois, só volta na quinta-feira, dia 7.

E assim os demais espetáculos em cartaz no Rio param as atividades no Carnaval - para balanço, descanso, retiro espiritual ou para cair na farra carnavalesca mesmo -, dando um último suspiro antes do Carnaval na sexta-feira.