China construirá mais de 200 mil hotéis até 2015

Agência EFE

PEQUIM - A China erguerá cerca de 200 mil hotéis, complexos turísticos e resorts até 2015, segundo as previsões da Administração Nacional de Turismo da China (CNTA) recolhidas hoje pelo jornal 'China Daily'.

O próspero setor do turismo chinês será beneficiado pela construção de dez mil hotéis incluídos no sistema de estrelas.

Com isso, o número de estabelecimentos com a categoria de cinco estrelas passará de 361 a 500 nesse período, anunciou Shao Qiwei, responsável da CNTA.

Segundo a Organização Mundial do Turismo (OMT), cem milhões de estrangeiros visitarão a China em 2015 e um número similar sairá do país para viajar ao resto do mundo esse ano, quando a nação terá 2,8 bilhões de deslocamentos turísticos domésticos.

A rede de hotéis Shangri-La deve abrir cinco novos estabelecimentos na China este ano - quando o país recebe seus primeiros Jogos Olímpicos - e pelo menos outros treze mais a curto prazo nas principais cidades chinesas, como Pequim, Xangai e Xian.

Por sua parte, o Traders Hotel e o China World Trade Center abrirão até 2011 outros 40 estabelecimentos no país.

Segundo as previsões da administração, o investimento nacional e estrangeiro no setor hoteleiro terá alcançado os US$ 47,14 bilhões no qüinqüênio 2006-2010.

O setor hoteleiro foi um dos primeiros a se abrir ao exterior há três décadas impulsionado pela passagem de uma economia planificada a outra de mercado.

O Jianguo Hotel, de Pequim, foi o primeiro com investimento estrangeiro aprovado pelo Conselho de Estado (executivo) em 1979.

Desde então, 67 redes hoteleiras e 41 grupos internacionais entraram no país e atualmente administram 516 hotéis, segundo dados oficiais.

No final de 2007 havia mais de 14 mil hotéis na China sob a classificação do sistema de estrela, cem vezes mais que em 1978.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais