Baixista do Blur apresenta documentário sobre cocaína na Colômbia

Agência EFE

LONDRES - Alex James, baixista do grupo Blur, um dos expoentes do pop-rock britânico, vai apresentar, no próximo dia 28, um documentário da BBC sobre os efeitos negativos da cocaína na Colômbia, informa a emissora britânica em seu site.

James, que em autobiografia admitiu ter gasto um milhão de libras (US$ 1,97 milhão) em cocaína e champanhe quando sua banda estava no auge do sucesso, disse que 'as pessoas no Reino Unido sabem que o leite vem das vacas, mas não sabem de onde vem a cocaína'.

No documentário, que será exibido dentro do programa 'Panorama', o baixista do Blur viaja à Colômbia para revelar os horrores que cercam a produção de cocaína no país.

A convite do presidente colombiano, Álvaro Uribe, James, que deixou as drogas e se dedica a cultivos orgânicos, se reuniu com um traficante, com uma 'mula' (pessoa que transporta drogas em viagens internacionais) e com um matador de alugel dos cartéis produtores.

Duas das pessoas com as quais James conversou durante as filmagens do documentário morreram desde então.

O músico também se reuniu representantes da Polícia Antinarcóticos de San José del Guaviare (este) e Tuluá (oeste), com os quais acompanhou operações de destruição de laboratórios de refino e de erradicação manual e aérea de plantações de coca.

Além disso, sobrevoou o Parque Nacional Sierra de la Macarena (noroeste), onde o dano ambiental produzido pelos cultivos ilegais "deixou-o impressionado", segundo um comunicado emitido pela embaixada colombiana em Londres.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais