Fiba sorteia rivais do Brasil no Pré-olímpico feminino de basquete

Agência EFE

MADRI - O basquete feminino brasileiro conhecerá na próxima segunda-feira seus adversários no Pré-olímpico Mundial, que será disputado de 9 a 15 de junho em Madri e valerá cinco vagas aos Jogos de Pequim.

A Federação Internacional de Basquete (Fiba) distribuirá os 12 participantes em quatro chaves de três equipes, com os dois primeiros avançando às quartas-de-final. Os vencedores destes cruzamentos vão diretamente aos Jogos de Pequim, enquanto os perdedores disputarão semifinais e uma final para decidir a quinta e última vaga olímpica.

O Brasil participa do torneio por ter ficado em terceiro lugar no Pré-Olímpico das Américas, na cidade chilena de Valdívia, ao vencer a Argentina por 73 a 41.

As comandadas do técnico Paulo Bassul poderão ter como adversárias as cubanas - que as eliminaram na semifinal da competição das Américas -, as argentinas, Senegal e Angola (África), Japão e Taiwan (Ásia), Espanha, Belarus, Letônia e República Tcheca (Europa), além das Ilhas Fiji (Oceania).

Até agora, sete países já se garantiram nos Jogos de Pequim: China (anfitriã), Austrália (campeã mundial), Mali (campeã da África), Estados Únicos (campeão das Américas), Coréia do Sul (Ásia), Rússia (campeã européia) e Nova Zelândia (campeã da Oceania).