Testes de drogas e álcool feitos em Britney Spears deram negativo

Agência EFE

WASHINGTON - Os exames para detectar uso de drogas e álcool realizados na cantora americana Britney Spears após sua internação à força no hospital Cedars Sinai de Los Angeles no dia 4 de janeiro deram negativo.

Em entrevista à edição digital da revista 'People', fontes ligadas à artista disseram que 'todos os testes deram negativo e ela está livre de tudo'.

Britney, de 26 anos, foi internada após se trancar no banheiro de sua casa com seu filho mais novo, Jayden James, de um ano. Segundo a Polícia, ela estava 'sob efeitos de uma substância desconhecida'.

A cantora, que devia permanecer 72 horas na clínica para ser submetida a uma avaliação psicológica, deixou o

centro hospitalar no sábado.

Fontes ligadas à família indicam que a artista poderia sofrer de "transtorno bipolar'.

Enquanto isso, a imprensa americana especula sobre as razões de Britney ter recebido durante sua internação a visita do psicólogo Phil McGraw, apresentador de um programa de televisão muito popular nos Estados Unidos, ao qual os espectadores comparecem para tratar de seus problemas pessoais.

Alguns qualificaram o ato de um gesto publicitário por parte do Dr. Phil, como é conhecido, e o próprio McGraw afirmou que a família da cantora entrou em contato com ele há um ano e que agora, devido à gravidade do assunto, foi ao centro médico a pedidos da mãe de Britney, Lynne.

Outros veículos de comunicação indicam que o centro médico teria hesitado em autorizar a entrada do psicólogo, pois a cantora não queria vê-lo.

Um site especializado em celebridades, o 'TMZ.com' informou que "o grupo de pessoas responsáveis' que cerca a cantora está tentando convencê-la a se 'internar voluntariamente em uma clínica psiquiátrica'.

No entanto, a artista estaria se recusando a fazer isso e manteve "uma cautela constante em seu comportamento' desde sua saída do hospital.

O site afirma que desde sua saída, 'a artista fez o que parece impossível: se movimentou por Los Angeles sem ser vista e perseguida pelos paparazzi, acompanhada de um deles, aquele que parece ser seu companheiro habitual ultimamente: Adnan Ghalib'.

O ex-marido de Britney, Kevin Federline, que agora tem a guarda total das crianças, Sean Preston e Jayden James, até 14 de janeiro, passou o fim de semana em casa.

- Ele não sai e não quer que ninguém veja as crianças. Seu círculo íntimo é cada vez mais estreito, nem seu celular fica ligado - diz o "TMZ.com' citando fontes ligadas à artista.