Spice Girls se preparam para começar nova turnê

REUTERS

LONDRES - O grupo britânico Spice Girls dá início neste domingo, dia 2, em Vancouver, a uma nova turnê mundial.

O quinteto foi uma das maiores bandas dos anos 1990, com vendas totais de 55 milhões de álbuns no mundo.

Mas o sucesso durou pouco. Geri Halliwell, a 'Ginger Spice', deixou o grupo em 1998, quatro anos depois do início do conjunto. As outras integrantes se separaram depois do álbum "Forever", de 2000.

A turnê das Spice Girls já vendeu mais de 750 mil ingressos antecipados. Quarenta shows estão programados.

O primeiro single recente, "Headline", foi um fracasso retumbante. Nem o álbum "Greatest Hits" chegou ao número um das paradas britânicas. Os tablóides exploram a suposta turbulência entre as relações das integrantes.

A turnê deve render a cada uma até 20 milhões de dólares. Mas em junho, quando anunciaram sua volta, as Spice falaram nos fãs, não em dinheiro.

- O que importa é celebrar o passado, aproveitar a companhia das outras, nossos fãs - disse Halliwell.

A banda percorrerá o mundo num 747 da Virgin Atlantic, que está fazendo um concurso para escolher o nome do avião - 'Spice One', 'Girl Power' ou 'Spice Girl'.

Com sete filhos no total, e na casa dos 30 anos, as cantoras embarcaram em carreiras solo de sucesso variável. A que se manteve mais em alta foi Victoria 'Posh' Beckham, com a ajuda do marido, o astro do futebol David Beckham, e aparições públicas ao lado de celebridades como o casal Tom Cruise e Katie Holmes.