Rei da Espanha inaugura ampliação do museu do Prado

Agência EFE

MADRI - O rei espanhol Juan Carlos inaugurou nesta terça-feira a ampliação do museu do Prado, que estará aberto ao público a partir desta quarta, de acordo com reportagem do jornal El Pais. Ele destacou que a ampliação do museu é reflexo da modernização da Espanha nos últimos trinta anos.

Acompanhado da rainha, dos príncipes de Astúrias e do chefe do governo, José Luis Rodríguez Zapatero, e outras autoridades políticas e do mundo da cultura, o rei inaugurou a maior reforma pela qual o museu já passou em seus quase 200 anos de história.

O Museu do Prado resgatou as principais obras-primas do século 19, algumas ocultas durante décadas, e as exibe nas novas salas da pinacoteca. Quase uma centena de obras de artistas como Eduardo Rosales, los Madrazo, Fortunyo Sorolla, ganham luz própria e adquirem relevância especial nesta mostra, que estará aberta até 20 de abril e que poderá ser visitada gratuitamente de 31 de outubro a 4 de novembro.

Para o diretor do Museu do Prado, Miguel Zugaza, esta exposição, intitulada 'O Século 19 no Prado', oferece 'a melhor arte criada na Espanha naquele século' e 'significa o redescobrimento de uma coleção quase esquecida e a incorporação física do século 19 no discurso expositivo do museu'.

Junto a esta mostra, também se poderá contemplar uma pequena exposição de luxo, composta por 27 desenhos de Goya e que tem como protagonista El Toro Mariposa, recentemente adquirido pelo museu e que se apresenta pela primeira vez ao público.