Show da cirKus marca volta de Neneh Cherry aos palcos

Débora Motta , Agência JB

RIO - Quem conferiu o show da banda cirKus no Tim Festival, no espaço Tim Cool, teve a oportunidade de ver a volta da cantora Neneh Cherry aos palcos, que deu um tempo na carreira depois de lançar seu último disco, em 1996. Desde então, ela havia feito apenas participações esporádicas em trabalhos de outros artistas. Com muito swing, Neneh deu uma boa mostra do seu talento e fez o público dançar bastante.

Marcado pela mistura de elementos eletrônicos e hip hop, o som da cirKus conta também com a voz grave do seu marido, o músico e produtor Cameron Mc Vey, e com os vocais suaves de Lolita Moon. Vey fundou o grupo, adotando o pseudônimo de Burt Ford, junto com o produtor e guitarrista Matt Kent. A banda também conta com o DJ e produtor Karmil.

Além de mostrar que é boa de palco, Neneh provou que está atenta à política. Com um vestido preto social que destoava do tênis branco e vermelho, criticou o presidente americano, George W. Bush, várias vezes e dedicou a "Mr. Bush" a música 'You're such an ass hole'. Neneh, que se mudou junto com o grupo de Londres para Suécia, sua terra natal, com o objetivo de investir no trabalho do grupo, falou da longa viagem ao Brasil, país que visita pela terceira vez.

- Foi um longo caminho para chegarmos até aqui, mas este show está sendo muito especial. Vocês não são babacas ("ass holes") como o Bush é. Foda-se o Bush! - brincou a cantora, conhecida por sua parceria vocal com Youssou N'Dour, no hit '7 Seconds', e considerada uma das co-fundadoras do trip hop.