Cidadão Kane continua como o melhor filme da história nos EUA

Agência EFE

ESTADOS UNIDOS - Os anos não passam para Cidadão Kane, a obra prima de Orson Welles, que mais uma vez liderou a lista dos melhores filmes da história do cinema dos Estados Unidos.

O Instituto de Cinema Americano, pela segunda vez nesta década, em seu especial de televisão de três horas, voltou a destacar a qualidade do filme.

Com o título Cem anos, cem filmes, décimo aniversário, o Instituto listou mais uma vez os melhores filmes de todos os tempos.

A lista foi elaborada por um amplo grupo de críticos, historiadores e especialistas, que mantiveram a opinião de seus antecessores e deram o primeiro lugar ao clássico de Welles.

Já O Poderoso Chefão, de Francis Ford Coppola, que há uma década estava em terceiro lugar, superou o clássico romântico Casablanca, roubando o segundo lugar.

Outra mudança entre os 10 primeiros é a subida de Touro Indomável, de Martin Scorsese, que subiu do 20º para o quarto lugar da lista. Um corpo que cai, de Alfred Hitchcock, passou da 61ª para a nona colocação.

Completam os dez primeiros lugares Cantando na chuva, em quinto lugar, E o vento levou, Lawrence da Arábia e A Lista de Schindler. O Mágico de Oz ficou em 10º.

Num comunicado, o Instituto Americano do Cinema lembrou que em muitos sentidos, o cinema americano reflete o país e que algumas mudanças se devem ao mercado do DVD, que recupera clássicos talvez esquecidos pelo público Este é o caso de um filme como Rastros de ódio, considerado um dos maiores clássicos do gênero western e um dos mais importantes da filmografia de John Ford e com John Wayne. O filme subiu do 96º para o 12º lugar, graças à sua edição restaurada.

Dos filmes da última década, apenas quatro passaram a fazer parte dos 100 melhores da história. São O Senhor dos Anéis: A sociedade do anel (50º), O resgate do soldado Ryan (71º), Titanic (83º) e O sexto sentido (89º).