Orquestra Imperial faz show com João Donato na abertura da FLIP

Agência JB

RIO - A V edição da FLIP (Festa Internacional Literária de Parati), que acontece de 4 a 8 de julho, em Parati, vai começar com um show de abertura sob a regência da Orquestra Imperial, que toca pela primeira vez com um convidado especialíssimo, o pianista João Donato, célebre por seu suingue inconfundível.

A Orquestra Imperial, com influência da gafieira, reinterpreta com muita irreverência clássicos da época de ouro da música popular brasileira, boleros, rumbas, twists e até pérolas do rock progressivo em ritmo de sambalanço. Na Orquestra não há maestro nem saxofones, como nas orquestras tradicionais que floresceram entre as décadas de 1930 e 1960; o naipe de metais reduzido, abre espaço para muitas guitarras e cantores.

Entre seus 19 membros há figuras experientes como o guitarrista Nelson Jacobina, eterno parceiro de Jorge Mautner, e o baterista Wilson das Neves, compositor e sambista da Império Serrano ao lado de jovens talentos como o cantor Moreno Veloso, o baixista Kassin Kamal e o baterista Domenico Lancelotti, todos do grupo +2; Rodrigo Amarante, cantor e guitarrista da banda Los Hermanos.

Outra marca registrada a constante presença no palco de convidados tão ilustres quanto diferentes: Erasmo Carlos, Marisa Monte, Elza Soares, Ed Motta, Andreas Kisser, Miúcha, Jards Macal Lobão, Zeca Pagodinho. Agora ser a vez de João Donato, um dos maiores nomes da música brasileira das últimas cinco décadas, entrar para a turma. Em Parati, Donato vai tocar cinco músicas com a orquestra.

Criada em 2002, a Orquestra logo se tornou um fenômeno da noite carioca, atraindo multidões a cada apresentação. A alegria a ténica dos bailes, tanto no palco como na platéia.

A orquestra lança seu primeiro CD em junho.