Filmes latino-americanos marcarão presença na 46ª Semana da Crítica

Agência EFE

PARIS - O cinema latino-americano marcará presença este ano na França na Semana da Crítica, um dos dois eventos cinematográficos paralelos ao Festival de Cannes, anunciou hoje seu diretor, Jean-Christophe Berjon.

- A presença latina será enorme, com mais de um terço dos filmes selecionados', disse o delegado da mostra, focada em descobrir e impulsionar novos talentos do cinema mundial.

O México ocupará um lugar muito especial, pois o embaixador da 46ª edição é o ator, produtor e distribuidor mexicano Gael García Bernal, que também estreará como cineasta no longa 'Déficit', fora de concurso. Para prestigiar seu amigo 'embaixador', o cineasta brasileiro Walter Salles também participará da Semana, disse Berjon. O primeiro filme latino apresentado foi 'A Via Láctea', da diretora brasileira Lina Chamie, diplomada pela Universidade de Nova York e pela Manhattan School of Music. Outros dois curtas brasileiros participarão da Semana da Crítica, com as obras 'Um ramo', de Juliana Rojas e Marco Dutra, e 'Saliva', de Esmir Filho, com produções do Reino Unido, Líbano, França, Nova Zelândia, Bulgária e Canadá.