Arctic Monkeys quer provar que pode repetir sucesso com 2º álbum

REUTERS

LONDRES - Os jovens roqueiros independentes do Arctic Monkeys, que fizeram história com o álbum de estréia mais vendido na Grã-Bretanha, em 2006, lançaram seu segundo disco na segunda-feira e querem provar que sua mágica é algo que pode ser repetido. Os críticos se perguntam se o peso da expectativa não poderá ser demais para os músicos da cidade de Sheffield, no norte da Inglaterra, entre os primeiros a fazer sucesso valendo-se do poder da Internet.

Alexis Petridis, crítico de música do jornal The Guardian, descreveu 'Favourite Worst Nightmare' como possivelmente o segundo álbum mais ansiosamente esperado em dez anos. A julgar pelas primeiras críticas e pelas reações de fãs em shows em várias partes do país, o segundo disco do Arctic Monkeys, depois de 'Whatever People Say I Am, That's What I'm Not', vai reforçar a reputação da banda, em vez de prejudicá-la.

''Favourite Worst Nightmare' está totalmente no nível de seu antecessor', escreveu Andrew Perry no The Telegraph. Pete Paphides acrescentou no the Times: 'Como se faz para dar sequência ao melhor álbum de estréia visto em anos? No caso do Arctic Monkeys, lançando o melhor segundo álbum em anos.' Johnny Bradshaw, do selo independente Domino, que fechou contrato com a banda, disse que fica satisfeito de ver a atenção voltada à música, e não ao hype.

- As pessoas estão dizendo que o novo álbum é ótimo e que os Monkeys conseguiram evitar a temida síndrome do segundo álbum - disse ele.

Mesmo assim, não há como evitar que 'Favourite Worst Nightmare' seja comparado a seu predecessor. Num indício da confiança que a Domino está sentindo, foram produzidas 400 mil cópias do álbum para seu lançamento no mercado britânico. 'Whatever People Say I Am, That's What I'm Not' vendeu 1,2 milhão de cópias na Grã-Bretanha, 364 mil delas na primeira semana.

A banda recebeu o cobiçado Prêmio Mercury de melhor álbum britânico em setembro e repetiu a dose em fevereiro, ao ganhar os prêmios Brit de melhor grupo e melhor álbum britânicos. No último ano seus integrantes reforçaram sua fama de fugir dos excessos do rock'n'roll, evitando a publicidade, vestindo-se normalmente e concentrando sua atenção em sua música.

Bradshaw disse que o vocalista Alex Turner, de 21 anos, produziu um álbum mais enxuto desta vez, refletindo as viagens da banda pelo mundo, com mais histórias locais do que as do primeiro disco. 'Brianstorm', o primeiro single do álbum, está competindo com 'Beautiful Liar', de Beyoncé e Shakira, numa disputa pelo primeiro lugar nas paradas, no domingo, e, nas palavras do tablóide The Sun, até o meio da semana as 'belas' estavam à frente das 'feras'.