Shakira nega ter plagiado "La bicicleta"

Os artistas colombianos Shakira e Carlos Vives negaram nesta quarta-feira perante um tribunal espanhol que seu sucesso conjunto "La bicicleta" seja um plágio de "Yo te quiero tanto" do cubano Livam, e disseram que não conheciam tal música.

"Eu nunca tinha ouvido na minha vida", assegurou a estrela colombiana diante do tribunal comercial de Madri.

"No conhecia Livam", corroborou Carlos Vives, que compôs a melodia e boa parte da letra da música, com a ajuda do produtor Andrés Castro, que também é denunciado junto com a Sony Music.

Macaque in the trees
Shakira (Foto: OSCAR DEL POZO / AFP)

Livan Rafael castelhano e sua gravadora MDRB Music Publishing denunciaram que "La bicicletas", vencedora do Grammy Latino de melhor canção em 2016, é um plágio de uma de suas músicas de 1997.

O cubano assegurou no julgamento que o produtor Andrés Castro teve acesso à sua música através de um representante dele.

"É como se estivessem mexendo com um filho meu (...) Estão me roubando", assegurou ele à beira das lágrimas.

O cantor exige que o tribunal conceda os direitos autorais do que ele considera plágio.

A situação não é nova para a cantora colombiana: em 2014, a justiça americana concluiu que seu hit "Loca" era uma cópia ilegal de uma música composta por um músico dominicano em 1998.

Neste caso, a principal semelhança está no refrão: em "La bicicleta", Shakira e Carlos Vives cantam "que te sueño y que te quiero tanto", enquanto que Livam entoa "yo te quiero, yo te quiero tanto".

"Não tem nada semelhante na melodia, nem na harmonia, nem no tema" com a música cubana, insistiu Shakira, que em várias ocasiões cantarolou fragmentos da canção durante sua declaração.

Sua música e a de Vives é um vallenato que homenageia a Colômbia, enquanto a outra é uma "salsa dominicana" que "tenta ser um vallenato"; Em suma, "um arroz com manga", acrescentou Shakira, usando uma expressão popular.

 

avl/dbh/ra/mr