Para cantar junto: Grandes nomes da nossa música se apresentam neste fim de semana no Rio

Os principais palcos da cidade serão tomados hoje e amanhã por importantes cantores e grupos brasileiros que apresentam, em sua maioria, repertórios de sucessos. Tem samba, MPB e rock: é só escolher, se divertir e cantar junto.

O Teatro Rival Petrobras apresenta hoje, às 19h30, o encontro entre Chico César e Vitor Ramil. Depois da participação no projeto Autores em Cena no Itaú Cultural, em São Paulo, os compositores, cantores, escritores e amigos resolveram aprofundar a parceria. O paraibano e o gaúcho levam para o palco um formato em que músicas e conversas se intercalam. No repertório, estão "Olho d'água, água d'olho", composição dos dois que foi gravada no álbum "Campos neutrais", de Vitor, e a recriação de canções como "Estado de poesia" e "Moer cana", além de novidades.

A noite de sexta também é dupla no palco do Monte Líbano, só que com dois shows separados e inteiros. A Blitz e o Biquíni Cavadão apresentam, às 22h, seus maiores sucessos no projeto "Verão na Lagoa". A banda de Evandro Mesquita faz o show do álbum "Aventuras II", com a mistura de rock, pop, funk, reggae, samba e blues. No repertório, hits como "A dois passos do paraíso", "Betty Frígida", "Mais uma de amor" e "Você não soube me amar". Já o Biquini Cavadão, com Bruno Gouveia (voz), Carlos Coelho (guitarra e violão), Miguel Flores da Cunha (teclados) e Álvaro "Birita" (bateria), traz no repertório "Vento ventania", "Quando eu te encontrar", "Tédio" e muitas outras.

Amanhã, Lenine chega ao Circo Voador para apresentar seu novo show, "Lenine em trânsito". Só que a noite vai além e tem comemoração também dos 60 anos do pernambucano, que terá no palco os filhos Bruno Giorgi, guitarrista e diretor artístico do show, e João Cavalcanti, parceiro no roteiro, e a neta Sofia, que toca na Banda Baleia, que abre a noite. Além das novas "Intolerância", "Leve e suave" e "Sublime e revele", ele canta conhecidas como "Que baque é esse" e "Virou areia".

Outro aniversariante que também está completando 60 anos é Zeca Pagodinho. O sambista comemora com a estreia da temporada 2019 de seu projeto "Samba do Zeca", no Jockey Club. Desta vez, ele canta ao lado de Mumuzinho, Leandro Sapucahy, Nilze Carvalho e Pretinho da Serrinha. Além de sucessos do próprio Zeca, como "Verdade", "Deixa a vida me levar" e "Vai vadiar", os convidados cantam algumas de seus próprios repertórios. Completando a roda, estão Paulão Sete Cordas (direção musical e violão), Waltis Zacarias (percussão), Rodrigo Jesus (percussão), Paulino Dias (percussão), Jorge Gomes (bateria), Alessandro Cardoso (cavaquinho) e Dudu Oliveira (sax e flauta).

Voltando à Lapa, desta vez na Fundição Progresso, acontece também amanhã, às 22h, o show de Dado Villa-Lobos e Marcelo Bonfá. Eles estão de volta com a turnê dos 30 anos do lançamento dos discos "Dois" e "Que país é este", da Legião Urbana. Dentre as canções do repertório, estão aquelas que todos cantam do início ao fim: "Tempo perdido", "Que país é este", "Eduardo e Mônica" e "Faroeste caboclo". Além de Dado na guitarra e Bonfá na bateria, o projeto tem os vocais de André Frateschi, guitarra e violão de Lucas Vasconcellos, teclados e programações de Roberto Pollo e baixo de Mauro Berman.

Já no Vivo Rio, quem vai estar no palco amanhã, às 21h, é Zé Ramalho, iniciando a turnê de lançamento do CD e DVD comemorativos de seus 40 anos de carreira, gravados ao vivo em João Pessoa. O cantor e compositor revisita alguns de seus sucessos que venderam milhões de discos, como "Avohai", "Frevo mulher", "Admirável gado novo", "Chão de giz", "Beira-mar", "Garoto de aluguel" e "Banquete de signos". A noite terá ainda suas fortes interpretações para "Gita" e "Medo da chuva", de Raul Seixas.

O Terreirão, na Praça Onze, continua com a programação de pré-Carnaval, reunindo semanalmente, os bambas. Amanhã, será a vez do Samba Social Clube, com participações de Arlindinho, Marquinhos de Oswaldo Cruz, Dorina, Marcelinho Moreira, Flavia Saolli e Casuarina. A Velha Guarda da Portela também vai marcar presença no agito que tem começa às 19h e tem entrada franca.