Morre a realizadora Penny Marshall, pioneira de Hollywood

A atriz e diretora Penny Marshall, a primeira mulher a arrecadar mais de 100 milhões de dólares com um filme, morreu na segunda-feira em Los Angeles aos 75 anos, revelou seu agente nesta terça-feira (18).

Muito famosa no mundo anglo-saxão por ter participado da série "Laverne & Shirley" na década de 1970, sucumbiu às complicações relacionadas a sua diabetes, segundo o comunicado.

"Quando Penny dirigiu Tom Hanks em 'Quero ser grande' (1988) se tornou a primeira mulher na história a fazer um filme que arrecadou mais de 100 milhões de dólares", destaca o comunicado, recordando que ela reeditou o feito quatro anos mais tarde com "Uma equipe muito especial", filme sobre o início da liga de beisebol feminina nos Estados Unidos.

Penny Marshall dirigiu muitas celebridades, incluindo Geena Davis e Madonna, Robert De Niro e Robin Williams, Whoopi Goldberg, Denzel Washington e Whitney Houston. E também deu a Mark Wahlberg o seu primeiro papel.

Na década de 1970, esteve casada durante dez anos com o diretor Rob Reiner, que adotou sua filha primogênita, Tracy Reiner.