Espanhol Santiago Posteguillo vence Prêmio Planeta de romance 2018

O escritor espanhol de romance histórico Santiago Posteguillo venceu nesta segunda-feira (15) o Prêmio Planeta 2018 por sua obra "Yo, Julia", baseado na vida da imperatriz romana Julia Domna, informou o júri do prêmio.

"Julia Domna é, das 100 imperatrizes que Roma teve, sem dúvida a mais poderosa, a que mais títulos e homenagens recebeu, mãe dos césares, mãe dos imperadores, mãe dos exércitos, mãe do Senado, mãe da pátria", explicou Posteguillo após receber o prêmio em cerimônia no Palácio de Congressos de Barcelona.

"Nenhuma outra imperatriz foi tão reconhecida. Mas a nenhuma outra imperatriz custou tanto conseguir isso", acrescentou.

Em um evento com muitas vozes femininas, a finalista foi a também espanhola Ayanta Sánchez Barilli, filha do escritor Fernando Sánchez Dragó, vencedor do prêmio em 1992 com "La prueba del laberinto".

Atriz, diretora e produtora de televisão, Barilli chegou à final com seu primeiro romance "Un mar violeta oscuro", baseado na história de quatro gerações de mulheres de sua família.

O Prêmio Planeta, que está em sua 67ª edição, concede 601.000 euros ao vencedor e 150.250 euros ao finalista.

Nascido em Valência em 1967, Posteguillo ficou famoso graças às duas trilogias de romance histórico ambientadas na Roma Antiga, uma sobre Cipião Africano e outra sobre Trajano.

Mantendo suas raízes romanas, desta vez centra o romance vencedor na personagem de Julia Domna, esposa do imperador Lúcio Septímio Severo (193-211 d.C.) e matriarca da dinastia dos Severos que dominou o Império Romano durante quatro décadas.

Na lista dos vencedores deste concurso, figuram prêmios Nobel em Literatura, como o peruano Mario Vargas Llosa e o espanhol Camilo José Cela, além de outros escritores de prestígio, como Eduardo Mendoza, Maruja Torres, Juan Marsé e Manuel Vázquez Montalbán.

 

dbh/jvb/cb/cc