Jornal do Brasil

Cultura

Francês que protagonizou escândalo do Nobel é condenado a 2 anos de prisão

Jornal do Brasil

O francês Jean-Claude Arnault, processado na Suécia por estupro, em um caso revelado em plena campanha #MeToo e que obrigou o adiamento por um ano do anúncio do Prêmio Nobel de Literatura, foi condenado por um tribunal de Estocolmo a dois anos de prisão.

Arnault, 72 anos, era acusado de estuprar duas vezes, em outubro e dezembro de 2011, uma jovem em um apartamento de Estocolmo. A condenação é motivada pelo crime de outubro, anunciou a juíza Gudrun Antemar em um comunicado.

gab/hdy/ra/pc/fp



Recomendadas para você