Jornal do Brasil

Cultura

Casa Cor Rio traz cores, samambaias e paisagem

Jornal do Brasil IESA RODRIGUES, Especial para o JB

A cidade ganha mais um programa na área de design e decoração. Mas não é só isto: trata-se do evento Casa Cor Rio, que traz conceitos de paisagismo, cultura, confirma tendências de cores e combina bom humor com conforto. A 28ª edição, comandada pela 3Plus, empresa de Patricia Mayer e Patricia Quentel, ocupa andares, casas e até a garagem da sede do grupo Monteiro Aranha _ acrescente-se a vista da Baía de Guanabara como mais uma atração da visita, com terraço assinado por Paula Neder e Viviane Menescal.

Casa Viva

O conceito desta edição é a casa viva, tema que dá margem a uma atenção maior aos toques de verde nos projetos. O mais evidente, o jardim em frente ao Café montado por Caco Borges, que empregou bancadas da marca espanhola Dekton: o resultado das folhagens parece tão natural, que até se duvida que antes houvesse apenas um piso de cimento, transformado por Carla Pimentel Neele, paisagista mineira que estreia no Casa Cor Rio.

Em muitos ambientes, samambaias balançam dos tetos, como na loja do grupo Carandaí, projetada por Juliana Neves, do escritório Kube. Ou quase cobrem paredes da Sala Carioca, de Marcia Müller e Manu Müller

Casa Viva rendeu outras interpretações. Como a bem-humorada solução de Jairo de Sender, que encontrou uma manequim abandonada em uma vitrine e não contente de transformá-la em abajur, ainda batizou como Daisy. “É o cool living, que atende a todos os ambientes do andar”, contou Jairo, que completa 24 participações na Casa Cor.

Já o estreante Victor Niskier criou a Colmeia Urbana, com estante que criou para a Dellano, onde está exposta a perfumaria da Mels Brushes. “Pensei em uma espécie de casulo desestruturado como estante. Na entrada do espaço estão as portas feitas com painéis de mosquiteiros, com miolo de rattan, em formato pivotante. Uma proposta com jeito brasileiro.”, explicou Victor.

Cores e conforto

Constante nos andares do prédio na Ladeira do Outeiro da Glória _ na verdade, Ladeira de Nossa Senhora _, a combinação de cinzas e rosas. O tom de rosa seco, ou rosa millenial dá a delicadeza por exemplo, no Espaço de Convivência de Camila Raimundo, Carolina Valim e Danilo Ferreira. Ou na Suite Zen, da Jacira Pinheiro.

Para acalmar as noivas na hora de provar o vestido, Cristina Japiassu usou cores claras, em torno dos beges e brancos, no fictício Ateliê da Estilista, onde reina um modelo da designer Julia Golldenzon.

E ao contrário das clássicas louças brancas, a Casa Cor sugere banheiros com equipamentos pretos. Um tom fosco, surpreendentemente bonito no resultado.

Em matéria de conforto, destaque para a Suite do Casal, por Claudia Pimenta e Patricia Franco. Na entrada, os visitantes são convidados a descalçar os sapatos, para curtir as texturas dos tapetes, depois de passar a mão no aveludado papel de parede, pegar na trama da colcha. Tudo em branco e cinza, para ajudar a desconectar do dia atribulado.

Se o colorido não acalmar, resta apostar no Consultório do Psicanalista, espaço de sofás e almofadões de Isabella Lucena e Paula Gusmão.

Roteiro básico

A recomendação das organizadoras é subir de elevador até o terraço, no nono andar, descer pelas escadas até o oitavo, pegar o elevador, ir até o quarto andar, descer olhando mais ambientes até o térreo. Ali, o roteiro deve incluir a livraria Unisaber, de Regina e Bianca Prior e Hannah Brauer, para admirar as obras de livros com plantas, parceria com o ateliê Wasabi. Depois, sair pelos fundos, para ver a joalheria selecionada por Anna Clara Tenenbaum, onde nesta primeira semana brilham os colares e pulseiras de búzios e medalhas do baiano Carlos Rodeiro. E as novas armações de óculos da grife Gus, armações inspiradas em Jackie O, sempre coloridas e grandes.

O restaurante, quase todo de mesas coletivas, é pilotado pelo Cooking Bufê, da Adriana Mattar e Ana Cecilia Gros.

Como em todas as edições há serviço de manobrista. Só que a ladeira costuma engarrafar, melhor ir de taxi de aplicativo ou aproveitar o ponto de amarelinhos bem em frente à entrada. Uma facilidade é a compra de ingressos online, no site ingresso rápido. De terça a sexta-feira custam R$ 50 (inteira) e sábados, domingos e feriados, R$ 60 (inteira).



Recomendadas para você