Jornal do Brasil

Cultura

Retrato da realidade

Jornal do Brasil TONY TRAMELL*, especial para o JB

BRASÍLIA - O mineiro André Novais retorna à 51ª edição do Festival de Brasília para exibir seu segundo longa, “Temporada”. Já exibido no Festival de Locarno, na Suíça, a produção foca em elementos universais que são muito comuns em relacionamentos humanos.

A trama de temporada traz a mudança de Juliana (Grace Passô), de Itaúna (no interior), para a periferia de Contagem (região metropolitana de Belo Horizonte), para trabalhar no combate a endemias. Com o novo trabalho, chegam novas amizades, novos sentimentos e situações que começam a mudar sua vida. Ao mesmo tempo em que precisa lidar com um relacionamento difícil com o marido, que está prestes a se mudar para a cidade grande.

Macaque in the trees
Comprometido com uma proposta afirmativa, o diretor André Novais utilizou atores negros em "Temporada" (Foto: Divulgação)

O diretor marca uma guinada em sua carreira com “Temporada”. Deixa de lado histórias particulares (o premiado “Ela volta na quinta”, que conquistou dois candangos, contava com o diretor e sua família – assim como o curta “Quintal”, contava com seus pais). O longa é uma ficção, com elementos naturalistas que busca um escape da realidade para seus personagens. O realizador aproveita para fazer um retrato fiel da sociedade brasileira, um olhar para a periferia com a pobreza e a aceitação passiva dos seus moradores, diante de suas condições de vida. A localização geográfica acaba sendo uma personagem que interage com a protagonista e permite uma visão de um estranho entrando em um novo mundo.

Gracê Passo, atriz e dramaturga consagrada, interage com atores de teatro e não atores. Grace que brilhou em “Praça Paris” é uma força em “Temporada”. O diretor André Novais procura uma leveza para lidar com temas árduos e utiliza atores negros para uma proposta afirmativa e desqualificar preconceitos raciais. A curadoria do festival acerta ao trazer propostas relevantes, atuais e inseridas em propostas de diversidade e representação do cinema brasileiro.

*Assistente de direção e jornalista



Recomendadas para você