Jornal do Brasil

Cultura

OBITUÁRIO: MC Naldinho, aos 41

Jornal do Brasil

Autor de um dos hits efêmeros do funk, Aguinaldo Timotio Alves, o MC Naldinho, morreu na quinta-feira, aos 41 anos, vítima de problemas renais, no Hospital Estadual João Baptista Caffaro, em Itaboraí, na Região Metropolitana.

Ele era autor de “Tapinha”, e que ficou famosa pelo refrão “Um tapinha não dói”, sucesso em bailes funk e em festas em geral por todo o país. O funk foi gravado por ele, com a cantora Bella Furacão e lançado em um dos CDs-coletânea da série “Tornado muito nervoso”, da Furacão 2000.

Macaque in the trees
"Tapinha", de MC Naldinho, virou febre em 2003 (Foto: Reprodução)

Em 2008, a Furacão 2000 foi condenada a pagar multa de R$ 500 mil por ter lançado a música, que, conforma a sentença do juiz substituto Adriano Vitalino dos Santos, da 7ª Vara Federal de Porto Alegre, “banaliza a violência contra a mulher, transmite uma visão preconceituosa contra a imagem da mesma, além de dividir as mulheres em boas ou más conforme sua conduta sexual”.

A produtora recorreu, entretanto, e, em 2013, foi absolvida em segunda instância pelo desembargador federal Cândido Alfredo Silva Leal Júnior, para quem “o contido nas letras não parece atentar contra as liberdades individuais ou contra os direitos das mulheres e dos cidadãos brasileiros, não configurando hipóteses de violência contra a mulher”.



Recomendadas para você