Jornal do Brasil

Cultura

Confira #dicas de discos do Caderno B

Jornal do Brasil

“Vital Idol: Revitalized”

Billy Idol acaba de lançar em streaming um remix de “Dance with myself (RAC Remix)”. A versão, que ganhou uns tecladinhos curiosos e a voz de Billy em maior destaque, é parte integrante do repertório de “Vital Idol: Revitalized”, já em pré-venda. O novo projeto é um remix do remix: chega 30 anos depois do lançamento do álbum de remix “Vital Idol”, de 1985. O disco é uma compilação com os maiores sucessos de Billy, como “Eyes without a face” e “Rebel yell”, e tem colaboração de nomes como Moby e Crystal Method.

Macaque in the trees
Billy Idol (Foto: Divulgação)

“Quebra-cabeça”

Conhecido pelas empolgantes apresentações ao vivo, o grupo paulistano Bixiga 70 segue fundindo MPB, black music, jazz, rock e referências latinas e africanas em seu quarto álbum. Uma legítima big band formada por nove músicos, o Bixiga 70 retorna com 11 temas instrumentais inéditos, que, reunidos, compõem um som definido como “música urbana brasileira dançante”. O complexo “quebra-cabeça” rítmico contém peças caribenhas (“4 cantos”), influências de hip hop e refinados arranjos de percussão e metais (“Areia”).

“...Canta Sereno & Moa”

O carioca Álvaro dos Santos Carneiro - ou Nego Álvaro, para quem frequenta as rodas de samba - mergulha na obra de Sereno & Moacyr Luz no segundo disco solo. Do repertório de dez faixas, sete são inéditas, com destaque para “Mariazinha”, que ganha uma levada com ar de latinidade. Revezando-se entre os vocais e a percussão, Álvaro resgata “Som Brasil” (já gravada pelo Fundo de Quintal, grupo do qual Sereno fez parte), “Amor, o dono do meu caminho” e “Vida da minha vida”, que fez sucesso na voz de Zeca Pagodinho.

Macaque in the trees
Nego Álvaro (Foto: Divulgação)



Tags: discos

Recomendadas para você