Jornal do Brasil

Cultura

Corações marginais à venda: confira a crítica de 'Vende-se esta moto"

Jornal do Brasil FRANK CARBONE*, Especial para o JB

O diretor Marcus Faustini saiu do último Festival do Rio com um prêmio especial por este seu filme, mais um exemplar a tratar da realidade dos subúrbios cariocas com locações reais, uma proposta naturalista e um núcleo arranhado pela vida. O multiprodutor Cavi Borges está por trás do projeto roteirizado por Faustini e Luana Pinheiro, que une um casal jovem em torno de uma gravidez inesperada, porém encarada, e o nascimento da responsabilidade - talvez escolhas precisem ser feitas, por eles e pelos personagens que os rodeiam.

Macaque in the trees
João Zappa e Mariana Cortines correm rumo ao futuro (Foto: Divulgação)

Assim como em “Canastra suja”, de Caio Soh, e “Como é cruel viver assim’ de Julia Rezende, Faustini move seus seres por uma zona marginal, em que o único sentimento intocado é o amor; será ele a unir quando a ganância e a ausência de oportunidade tentarem separar. Com luzes esmaecidas, o Rio de Janeiro do filme está longe dos cartões-postais, mas tem acesso a ele, e o filme acaba contribuindo com uma espécie de homenagem a um lado da cidade escondido das oportunidades.

Ainda que sua estreia em ficção tente equilibrar modéstia e ambição poética, sem necessariamente alcançar suas metas todo o tempo, a paisagem natural fora do eixo conhecido é um sopro vital para o longa, que injeta em seus tipos um audacioso binômio - dar certo e ser feliz. Protagonizado pelo ótimo João Pedro Zappa e Mariana Cortines, o filme conta com participações reluzentes de Vinicius de Oliveira e Silvio Guindane, este último um retrato vivo de uma divisão da cidade, que conjuga ousadia, beleza e perigo, em um filme que pulsa verdade e urgência.

*Membro da Associação de Críticos de Cinema do Rio

______________________________

VENDE-SE ESTA MOTO: *** (Bom)

Cotações: o Péssimo; * Ruim; ** Regular; *** Bom; **** Muito Bom



Tags: crítica

Recomendadas para você