As curtas da Copa

Notícias curiosas ou divertidas registradas pela AFP durante a Copa do Mundo da Rússia-2018.

- Uma final adiantada

A Croácia ganhou da França... Um dia antes da final do Mundial. Foi em uma partida entre torcedores franceses e croatas em um pequeno terreno em Paris, onde foi organizada esta espécie de "final antecipada", na que ambos os times exibiram suas cores nacionais, com alguns jogadores franceses usando as do Paris Saint-Germain, o time de Kylian Mbappé. O resultado foi 19-16, após a disputa de dois tempos de 25 minutos cada um. Uma eficácia goleadora que provavelmente não será reproduzida no domingo no gramado de Moscou.

- Peru no Luzhniki

Na coletiva de imprensa de sexta-feira de Ivan Rakitic houve um momento de presença peruana. No início da intervenção, um jornalista desse país lhe deu de presente uma camiseta, de parte "de um amigo em comum", Jefferson Farfán, que havia mandado também lembranças a Rakitic. O responsável de imprensa da Croácia pediu a ambos que deixassem a conversa para depois da coletiva. Rakitic explicou que ele e Farfán são amigos desde que se encontraram no Schalke 04. O jogador do Barça posou depois na sala de imprensa do estádio Luzhniki segurando a camiseta. O Peru, que na Rússia-2018 voltou a uma Copa depois de 36 anos, foi eliminado na primeira fase, teve assim sua cota de protagonismo antes da grande final.

- Um pequeno líder

Nas celebrações francesas na Champs-Élysées de terça-feira, após a vitória nas semifinais contra a Bélgica, um menino, que estava no restaurante de uma famosa rede de fast-food iniciou um "clapping", um aplauso maciço dirigido aos torcedores que estavam do lado de fora. O vídeo viralizou na França e a rede de restaurantes lançou uma busca em seu Facebook, até que identificou na sexta-feira o protagonista, o pequeno Antoine. Como prêmio por sua liderança improvisada, ele será convidado em setembro a uma partida da seleção francesa no Stade de France.

- Superstições francesas

Vale tudo se você sente que ajuda a ganhar uma final do Mundial. A emissora France Info, antes da final contra os croatas, repassou quais são as superstições dos torcedores franceses quando os Bleus jogam no Mundial. Entre os depoimentos recolhidos, estava o de Antoine, de 30 anos, que desde as oitavas de final contra a Argentina (4-3) repete um ritual: beber quatro cervejas durante o jogo, "três no primeiro tempo e uma no segundo". A última antes do 65º minuto, e cada cerveja deve acabar entre cinco e dez minutos depois de aberta. Assim fez em frente à televisão com motivo desse duelo ante Lionel Messi e companhia. Funcionou, e ele repetiu a cada jogo da França desde então, vestido com sua camiseta da sorte, que não lava desde o início do torneio. Outros torcedores têm outros rituais, como Olivier, que em 1998, quando a França foi campeã pela primeira vez, escutava a canção "Atomic", de Blondie. Este ano decidiu escutá-la todos os dias que a França jogar no Mundial, e por enquanto funcionou.