Marcelo admite que Seleção não teve 'força mental' no início do jogo

Após derrota do Brasil para a Bélgica por 2 a 1, o lateral Marcelo admitiu que a seleção brasileira não entrou tão concentrada na partida. Fernandinho, contra, abriu o placar para a Bélgica logo aos 13 minutos da primeira etapa.

"No início [do jogo faltou força mental], em bobeiras que a gente deu. No final a gente conseguiu criar jogadas, chutar para gol. Isso cansados, tendo que marcar, pegar a bola lá atrás e tocar até o gol do adversário", comentou o lateral-esquerdo da Seleção e do Real Madrid.

Marcelo fez questão de frisar que, apesar de não ter conseguido o gol, a equipe tentou e criou oportunidades. "Acredito que eles foram melhores no início, nos 15 primeiros minutos. Depois tivemos ocasiões de gol, ainda no primeiro tempo, e poderia ter sido diferente. No segundo tempo a gente comandou o jogo, tivemos várias ocasiões, o goleiro salvou, bola bateu no zagueiro", disse o lateral.

Ao ser questionado se a eliminação de hoje teria alguma similaridade com o 7 a 1, na semifinal da Copa de 2014, para a Alemanha, na Copa passada, Marcelo foi categórico:

"Na minha opinião, dói igual. Noite horrível. Ser eliminado não tem explicação."