Brasil sem surpesas na escalação, México aposta em veterano Rafa Márquez na zaga

Sem surpresas, o Brasil entrará com Filipe Luis no lugar de Marcelo para enfrentar o México pelas oitavas de final da Copa do Mundo da Rússia, nesta segunda-feira em Samara, enquanto o adversário apostará numa linha de cinco defensores capitaneada pelo veterano Rafa Márquez para segurar Neymar e companhia.

Como já havia adiantado Tite na véspera da partida, a Seleção manterá a formação que fez sua melhor partida na competição até então, a vitória por 2 a 0 sobre a Sérvia no último jogo da fase grupos.

Assim, Marcelo, que sofreu um espasmo nas costas, ficará no banco e dará lugar a Filipe Luis, que entrou em seu lugar contra os sérvios e deu conta do recado. O lateral-esquerdo do Real Madrid poderá ser uma opção de segundo tempo, caso o Brasil precise ser mais ofensivo.

Na frente, nenhuma surpresa. Tite manteve o quarteto ofensivo habilidoso formado por Neymar, Philippe Coutinho e Willian, com Gabriel Jesus mais avançado.

Do lado mexicano, uma surpresa.

Embora tenha prometido que o México não irá encarar o Brasil pensando exclusivamente em se defender, o técnico Juan Carlos Osorio escalou pela primeira vez na Rússia como titular o veterano Rafa Márquez, 39 anos, que irá compor uma linha de cinco defensores ao lado de Alvarez, Ayala, Salcedo e Gallardo.

Já a parte de criação da 'Tri' ficará sob responsabilidade dos habilidosos Herrera e Guardado, que tentarão fazer com que a bola chegue com qualidade aos homens de frente, Lozano, Vela e Chicharito Hernandez.

- Escalações:

Brasil:

Alisson; Filipe Luis, Thiago Silva (c), Miranda e Marcelo; Casemiro e Paulinho; Willian, Coutinho e Neymar; Gabriel Jesus.

Técnico: Tite (BRA)

México: Ochoa; Alvarez, Salcedo, Marquez, Ayala, Gallardo; Herrera e Gardado; Vela, Lozano e Hernandez.

Técnico: Juan Carlos Osorio (MEX)