Rússia elimina Espanha nos pênaltis e avança às quartas de final

O goleiro Igor Akinfeev se tornou herói ao defender duas cobranças na disputa por pênaltis (4-3), neste domingo em Moscou, para colocar a anfitriã Rússia nas quartas de final e mandar a favorita Espanha mais cedo para casa.

Após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, que se manteve na prorrogação, Akinfeev parou as batidas de Koke e Iago Aspas para eliminar o campeão de 2010. Smolov, Ignashevich, Golovin e Cheryshev converteram suas cobranças e não deram chances ao badalado goleiro De Gea.

Antes, Sergey Ignashevich marcou gol contra para colocar os espanhóis em vantagem, aos 12 minutos do primeiro tempo, enquanto Artem Dzyuba empatou convertendo pênalti aos 41, após Gerard Piqué colocar a mão na bola dentro da área.

Na primeira prorrogação da Copa do Mundo da Rússia-2018, os 30 minutos extras não serviram para tirar a igualdade do placar.

Considerada uma das favoritas ao título, a Espanha atravessou turbulências às vésperas do mundial com o anúncio de Fernando Hierro como treinador após a demissão de Julen Lopetegui, que fora anunciado técnico do Real Madrid.

Mas a Fúria, que se classificou para a competição fazendo excelente eliminatória europeia, não demonstrou fome no duelo contra os russos e acabou sem conseguir furar o bloqueio do time anfitrião. A equipe pecou em tocar a bola sem agressividade e acabou pagando caro por isso.

Já a Rússia se manteve fiel a sua estratégia durante os 120 minutos, defendendo bem e conseguindo o gol após pênalti bobo de Piqué. Nas penalidades, contou com o brilho de Akinfeev para avançar às quartas.

A anfitriã espera o vencedor do duelo entre Croácia e Dinamarca, que se enfrentam ainda neste domingo em Nijni Novgorod. Quem vencer tem encontro marcado com a Rússia no dia 7 de julho, em Sochi, às 15h pelo horário de Brasília.

fa/am