Argentina joga sua vida contra a Croácia

Depois do empate em 1 a 1 com a Islândia na estreia do grupo D, a Argentina encara a Croácia nesta quinta-feira, pela segunda rodada de sua chave, e em busca da primeira vitória na Copa do Mundo.

Os comandados de Jorge Sampaoli não podem se permitir outro tropeço no Nizhny Novgorod Stadium. Os europeus venceram a Nigéria por 2 a 0 na estreia e querem a classificação direta com uma vitória sobre os sul-americanos, que apostam em uma mudança drástica no esquema tático.

Sampaoli decidiu variar sua estratégia após ser freado pelo muro islandês, mostrando-se inoperante com a bola apesar de superar a posse em 70%.

"A realidade é que este jogo é crucial para nós, mas sabendo que no outro dia não conseguimos os três pontos. Este é um jogo vital. Nós precisamos ganhar para passá-los. Este jogo é fundamental e precisamos vencer", disse o zagueiro Gabriel Mercado em coletiva na segunda-feira.

Sampaoli voltará às origens e formará uma linha de três zagueiros e quatro meias, com Mercado no lugar de Marcos Rojo, Cristian Pavón barrando Ángel Di María e Marcos Acuña na posição de Lucas Biglia. Enzo Pérez também poderá companhar Javier Mascherano no meio, no lugar de Maximiliano Meza.

"E acho que cada um, sobretudo os técnicos, se adaptam ao rival que precisam enfrentar. É óbvio que vão existir mudanças, certamente o técnico vai mudar, rodar e acho que já não existe o futebol que se joga da mesma maneira", disse Cristian Ansaldi na terça-feira.

- Batalha pela bola -

A Argentina tentará controlar o jogo e aproveitar os ataques croatas para encontrar os espaços que faltaram contra a Islândia.

Do outro lado, terá que controlar o talento dos meias Luka Modric e Ivan Rakitic, estandartes do estilo ofensivo do técnico Zlatko Dalic.

"Sabemos que a Croácia tem esses dois jogadores no meio e têm muito controle de bola. É um time difícil, muito perigoso. Imagino que será um jogo disputado, brigado e nós tentaremos ter o controle do jogo", garantiu Mercado.

"A Croácia não vai propor um jogo igual ao da Islândia, não vai ficar atrás. Certamente será um jogo de atacar e defender. Estamos convencidos de que este jogo vamos ir bem. Vai ser um jogo difícil, mas estamos tranquilos", avaliou Ansaldi.

As aspirações da Argentina passarão também por recuperar a melhor faceta de Lionel Messi, abatido no sábado após perder pênalti na segunda etapa que poderia garantir a vitória sobre a Islândia.

"Messi é 50% da Argentina. Se formos capazes de pará-lo, acho que teremos boas chances", comentou o atacante croata Ante Rebic.

-- Prováveis escalações para o duelo entre Argentina e Croácia, válido pela segunda rodada do grupo D:

Argentina: Willy Caballero; Gabriel Mercado, Nicolás Otamendi e Nicolás Tagliafico; Eduardo Salvio, Javier Mascherano, Maximiliano Meza o Enzo Pérez e Marcos Acuña; Lionel Messi, Cristian Pavón e Sergio Agüero.

Treinador: Jorge Sampaoli.

Croácia: Danijel Subasic; Sime Vrsaljko, Domagoj Vida, Dejan Lovren, Ivan Strinic; Marcelo Brozovic, Milan Badelj, Ivan Rakitic, Luka Modric, Ivan Perisic; Mario Mandzukic.

Treinador: Zlatko Dalic.

Árbitro: Ravsham Irmatov (Uzbequistão).