Sem Guerrero, Cueva e Farfán resolvem e Peru vence amistoso pré-Copa

Sem poder contar com Paolo Guerrero, o técnico Ricardo Gareca deve apostar na dupla formada por Christian Cueva e Jefferson Farfán na seleção do Peru na Copa do Mundo da Rússia. E, na noite desta terça-feira, a dupla não decepcionou. Sob o comando deles, o time peruano derrotou a Escócia por 2 a 0, no Estádio Nacional, em Lima.

Cada um marcou um dos gols da partida. O jogador do São Paulo abriu o placar aos 36 minutos de jogo, ao converter cobrança de pênalti - um toque de mão da defesa escocesa gerou a penalidade. Cueva bateu no canto, com tranquilidade para deixar os anfitriões em vantagem.

Maior responsável por movimentar o ataque peruano, Farfán deixou sua marca logo no primeiro minuto da etapa final. Ele recebeu o mesmo cruzamento duas vezes da esquerda, da linha de fundo, para completar para as redes. Na comemoração, fez o número nove com as mãos para homenagear Guerrero, impedido de defender a seleção e o time do Flamengo por conta de suspensão por doping.

Na despedida da equipe diante de sua torcida, antes de embarcar rumo à Copa da Rússia, o técnico Gareca escalou a seleção peruana com Carvallo; Advíncula, Ramos, Rodríguez, Trauco; Tapia, Yotún, Flores e Cueva; Carillo e Farfán.

O time peruano ainda vai fazer mais dois amistosos antes de sua estreia no Mundial. No dia 3 de junho (domingo), a seleção de Gareca vai enfrentar a Arábia Saudita, na cidade suíça de St. Gallen. Depois, no dia 9, o adversário será a Suécia, em Gothenburg, na casa do rival. Na Rússia, seus oponentes serão a França, a Austrália e a Dinamarca, no Grupo C.

Em outro amistoso disputado nesta noite de terça, o Panamá empatou sem gols com a Irlanda do Norte, que chegou até a repescagem das Eliminatórias Europeias, mas não obteve a vaga na Rússia. Os panamenhos jogaram em casa, na Cidade do Panamá, porém não conseguiram aproveitar a vantagem de entrar em campo diante de sua torcida.

Antes de estrear em sua primeira Copa, o Panamá fará mais um amistoso. Será no dia 6, contra a Noruega, em Oslo. Em solo russo, eles vão enfrentar a Bélgica, a Tunísia e a Inglaterra, no Grupo G.