Irritado por faltas, Felipão ironiza e diz que TV torce contra Seleção

Ainda que a Seleção Brasileira tenha, estatisticamente, a equipe que mais comete faltas na Copa das Confederações, Luiz Felipe Scolari se mostrou irritado com a abordagem recente sobre o tema. Depois de vencer o Uruguai por 2 a 1, nesta quarta-feira no Mineirão, o treinador fez críticas contra uma imagem de equipe faltosa. Inclusive para os canais ESPN.

Munido de um pedaço de papel com estatísticas, Felipão interrompeu um jornalista que se preparava para fazer perguntas e reclamou. “Posse de bola: 65% para o Brasil e 35% para o Uruguai. Passes: 425 para o Brasil e 250 para o Uruguai. Finalizações: 19 a 10. Faltas. Faltas! 14 do Brasil e 24 – viu? – do adversário”, declarou o treinador, antes da crítica.

“Tem uma televisão que joga contra o Brasil. Que só induz o árbitro, que o Neymar faz isso. Que nosso time bate, isso e aquilo. É hora de canalizar esforços para o Brasil. E não contra o Brasil”, disse com um sorriso. Antes de pedir a palavra outra vez: “Não estou voltando a ser ignorante não, viu?”. Segundo a reportagem apurou, as críticas foram aos canais ESPN.

No Brasil x Uruguai desta quarta, a equipe visitante cometeu mais faltas, conforme disse Felipão. Ainda assim, segundo dados do Footstats, a Seleção Brasileira ainda é o time com maior média de infrações: 20,2 por jogo. O Uruguai, com 18,2 faltas, vem na sequência, seguidos pelo México. A Espanha, com 10,7, só não faz menos faltas que o Taiti.