Em meio à Copa das Confederações, Blatter deixa protestos e vai à Turquia

Joseph Blatter vai viajar no meio da Copa das Confederações. O presidente da Fifa embarca na noite desta quarta-feira, no Rio de Janeiro, rumo à Turquia, para acompanhar o primeiro jogo do Mundial Sub-20 entre Coréia do Sul e Cuba, que acontece na sexta-feira na cidade de Kayseri.

Os rumores apontam uma insatisfação do dirigente com os rumos da competição no Brasil e com o aumento dos protestos, que começaram sendo apenas contra os aumentos das passagens de ônibus e já alcançam os altos gastos do governo com a Copa do Mundo. Mas é praxe que o presidente da Fifa esteja sempre presente nas aberturas de Mundiais organizados pela entidade.

Blatter vai, mas volta. No próximo dia 26, sua presença é aguardada em Belo Horizonte para a abertura do seminário Football For Hope, projeto social da Fifa voltado para a construção de gramados em locais onde o futebol precisa se desenvolver.

O dirigente chega a tempo de assistir aos dois jogos da semifinal - o primeiro, na quarta-feira (26), em Belo Horizonte, e o segundo, no dia seguinte, em Fortaleza.

O curioso da história é que Blatter deixa o Brasil queixoso com os protestos da população, que tiram o foco da Copa das Confederações, e vai para a Turquia, onde os protestos contra o governo também mexem com o dia a dia do país.