Por que na pandemia a queda de cabelo aumentou?

.

...
Credit......

Já se passou mais de um ano de pandemia, com constante lockdown. Nesse período houve um aumento drástico da quantidade de pessoas que se queixam de queda de cabelo de forma mais acentuada.
O motivo disso é pelo eflúvio telógeno, uma condição na qual há a interrupção do crescimento dos fios de cabelo para uma fase de queda precoce, relacionada ao estresse. É mais significativo ainda nas pessoas que contraíram a Covid-19.

Felizmente, há maneiras naturais de interromper esse ciclo defeituoso. Uma delas que quero mostrar a você é o uso de “fatores de crescimento” do seu próprio corpo. Esse assunto é muito bem abordado em um estudo publicado na revista Nature, que mostra que nessas situações um importante hormônio do estresse "desliga" as células-tronco do folículo capilar. Com isso, as células-tronco deixam de regenerar o folículo piloso e o cabelo, pois entram em uma fase de repouso prolongado.

Como impulsionar seus folículos capilares
Você pode estimular os seus próprios fatores de crescimento do cabelo de forma natural e segura com a terapia de plasma rico em plaquetas (PRP). Sua utilização para este objetivo promove o crescimento de folículos pilosos, ajudando-o a restaurar uma cabeleira volumosa e exuberante. Veja o que os estudos mostram:

1. Em um estudo, os pesquisadores recrutaram 11 pacientes com calvície masculina. Eles usaram minoxidil e finasterida por 6 meses com resultados pobres, pois quando os pesquisadores puxaram suavemente seus cabelos, uma média de 10 fios caia. Na sequência, como os pacientes não tiveram um resultado desejado com esses medicamentos, passou-se a fazer injeções quinzenais de PRP em seu couro cabeludo, durante 2 meses. Houve diminuição significativa durante esse período, e a espessura do cabelo aumentou em 31%. No final do tratamento, 9 dos 11 pacientes não perderam nenhum fio de cabelo no teste de puxar.

2. Em uma publicação, realizada na Grécia, os pesquisadores usaram PRP ou minoxidil em 40 pacientes. Após 3 meses, avaliaram os resultados usando fotografia de câmera digital e varreduras dermatoscópicas. Os resultados dos pacientes que usaram o PRP apresentaram um crescimento de cabelo bem mais significativo, e vejam, sem qualquer efeito colateral.

3. Já um estudo italiano mostrou que, após o uso de PRP, 78% dos pacientes, tanto homens quanto mulheres, recuperaram cerca de 40% do cabelo que perderam.

Outro aliado: óleo essencial de alecrim
Esse óleo ajuda a combater o enfraquecimento do cabelo, pois é riquíssimo em antioxidantes. Recentemente se publicou um estudo que avaliou 100 homens com alopecia androgenética, que usaram o óleo de alecrim aplicado no couro cabeludo. Seu resultado foi tão eficaz quanto o minoxodil 2%, e sem efeitos colaterais

Se você pretende usar, lembre-se de diluir o óleo de alecrim com óleo de coco, pois assim evita risco de irritação da pele. Os estudos mostram bons resultados com 4 gotas desta mistura antes de dormir, massageando o couro cabeludo e lavando no dia seguinte. Mas converse com seu médico antes de tomar qualquer decisão, certo?
Supersaúde!

_______

Referências bibliográficas
•Miami Herald. May 2020.
•Stem Cells Transl Med. 2015;4(11):1317-1323.
•International Journal Trichology. 2019;11(2):68-79.
•International Journal Womens Dermatology. 2019 Feb; 5(1): 46–51.
•Óleo Essencial de Alecrim Reduz o Estresse e Melhora seu Humor! – www.DrRondo.com


Dr. Wilson Rondó Jr.
CRM RJ 52-0110159-5
Cirurgião Vascular de formação e Nutrólogo
Registro nº 058357

_______

LEIA TAMBÉM

CBD: o poderoso remédio natural para doenças autoimunes