Jornal do Brasil

O Outro Lado da Moeda

O Outro Lado da Moeda

Gilberto Menezes Côrtes

Ações de bancos sobem com recuperação judicial da Odebrecht

Jornal do Brasil GILBERTO MENEZES CÔRTES, gilberto.cortes@jb.com.br

Foi melhor do que se esperava a reação do mercado financeiro e dos investidores ao pedido de recuperação judicial do grupo Odebrecht, com dívidas de R$ 95 bilhões. A rápida aceitação da medida pela Justiça, na manhã seguinte ao pedido, protocolado na tarde de segunda-feira, fez o Ibovespa subir 1,59% pouco antes das 13 horas desta terça-feira e as ações do setor financeiro operarem no terreno positivo.

Banco do Brasil ON, maior credor após o BNDES, tinha alta de 3,03%. Bradesco PN subia 1,6% e Bradesco ON tinha valorização de 3%.O Papéis do Itaú Unibanco ON subiam quase 2&. As ações da Itaúsa, uma das holdings que controlam o Itaú Unibanco, subiam 1,33%. Os papéis do Santander ON valorizavam mais de 3%. E a Cielo, do setor financeiro, avançava 1,20%.

Uma das versões era de que o impulso tinha também a ver com a possibilidade do governo derrubar o aumento da tributação da Contribuição Sobre o Lucro Líquido do setor, incluída no relatório da reforma da Previdência, por ser matéria Tributária, alheia à reforma. O governo quer taxar juros sobre capital próprio e mais os dividendos numa ampla reforma tributária e não num apêndice da reforma previdenciária.