Jornal do Brasil

Informe JB

Informe JB

Jan Theophilo

Xará na berlinda

Jornal do Brasil

Há quem aposte que, passada a eleição, os dias do deputado Jean Wyllys no PSOL estão contados. Seus problemas vêm de quando se elegeu deputado pela primeira vez e se recusava a pagar a contribuição que todos os parlamentares pagam ao partido. Só regularizou a situação depois da ameaça de tornar pública a situação. Depois, em 2016, apoiou publicamente Fernando Haddad, do PT, à prefeitura de São Paulo, quando a sua colega de bancada, Luiza Erundina, pessoa muito querida no partido, era a candidata do PSOL. Suas declarações em apoio à política de Israel contra os palestinos são outro sério ponto de atrito. Semanas atrás, Jean se meteu em novo enrosco, ao articular a dobradinha “Chico-Lindbergh” que na opinião dos cardeais do partido interessava muito mais ao senador petista do que ao deputado do PSOL. Agora, Jean está de novo apoiando Fernando Haddad, na eleição para presidente, na qual o PSOL tem candidato, Guilherme Boulos.

Fogo amigo

Já teve mais prestígio no PSD nacional o deputado Índio da Costa. Lideranças do partido estão criticando sua insistência em sair candidato. Acreditam que assim ele fechou portas para composições com o DEM ou o PSDB que poderiam facilitar a eleição de proporcionais do partido. E o PSD precisa fazer muitos deputado para continuar mordendo o fundo eleitoral e negociar sua participação no próximo governo, seja ele qual for.

E agora, Quaquá?

O presidente estadual do PT, Washington Quaquá, está tentando desesperadamente uma liminar para continuar na disputa por uma vaga na Câmara. Ele foi condenado em ações de improbidade administrativa e foi proibido de fazer campanha e de receber recursos do Fundo Partidário. A dúvida é se ele vai até o final e corre o risco de, eleito, ser impugnado, ou desiste e descarrega seus votos em outro candidato. É a clássica sinuca de bico.

Reina o caos

A Secretaria Municipal de Assistência Social Rio, aos poucos está sendo toda entregue à Igreja Universal. Estão hoje preservados de fato apenas os servidores da prestação de contas e controle. A secretaria foi toda dividida entre o atual secretário João Mendes e a vereadora Tânia Bastos.

Rolo na UFF

O professor Antônio Cláudio eleito reitor da UFF com uma diferença de 2% dos votos em maio ainda não tem sua nomeação definida. Quem coordenou o processo eleitoral foi a associação de aposentados da UFF que não tem legitimidade e nem legalidade para tanto. O decano do Conselho Universitário Francisco Palharini pode ter que assumir e convocar nova eleição.

Erguei as mãos

Trollaram o padre Marcelo Rossi. Após ter viralizado um áudio do popular religioso sustentando que cristãos não podem ser de esquerda e declarando voto a Bolsonaro, ele precisou divulgar um vídeo nas redes sociais dele desmentindo a suposta gravação. “Eu nem tenho whatsapp. Alguém imitou a minha voz”, alega o padre.

Mirem-se no exemplo

A São Clemente, escola de samba da Zona Sul, apresentou os protótipos das fantasias para o carnaval 2019 em festa fechada semana passada. Mas causou surpresa entre os convidados a presença de Laíla, diretor de Carnaval da Unidos da Tijuca. “Carnaval é isso, integração e amizade. Competição só na avenida”, defendeu o presidente da escola, Renato Gomes.

__________

LANCE LIVRE

O IED realizará amanhã o IED Off GEO Metria: formas e dimensões, com o arquiteto Ricardo Sá. O Museu de Arte do Rio abre ao público a exposição “Quem não luta, tá morto – arte democracia utopia”, assinada por Moacir dos Anjos. A Sara Joias está realizando durante o mês de setembro o Trunk Show, ação em que a joalheria avalia peças usadas como parte do pagamento por novas peças, incentivando o consumo sustentável.



Tags: informe JB

Recomendadas para você