O leilão de moda da década: os YSL de Catherine Deneuve

Macaque in the trees
A exposição que abre hoje, na Christies, com os vestidos que Catherine Deneuve está leiloando, todos da marca Yves Saint Laurent (Foto: AFP)

A maior estrela do cinema francês, Catherine Deneuve, se tornou um ícone da moda mundial desde que, em 1965, passou a se vestir exclusivamente com Yves Saint-Laurent, de quem se tornou íntima e melhor amiga. Foi uma das uniões mais bem-sucedidas da moda: a beleza espetacular e allure da Deneuve com as criações esplêndidas do mestre, que valorizavam a mulher. Ele a vestiu, inclusive, no cinema. O filme Belle de Jour, A bela da tarde, foi um desfile da moda de Yves Saint-Laurent, do primeiro ao último take.

E, a exemplo de Lady Di e outras celebridades da elegância, Catherine Deneuve terá leiloada, em vida, aos 75 anos, sua coleção de looks YSL, no próximo dia 24, pela Christie’s, em Paris. São quase 300 roupas que refletem a alquimia entre o mestre e sua musa. Casacos, ternos, vestidos, acessórios que ela resolveu leiloar após a venda da casa na Normandia, onde guardava esse guarda-roupa.

Entre os vestidos mais icônicos está o curto de YSL usado quando Catherine conheceu Alfred Hitchcock em 1969, com Philippe Noiret e François Truffaut, estimado em 5.000 euros. Os valores das peças no catálogo, contudo, estão precificados em libras esterlinas.

Aqui, uma avant-prémière dos looks da exposição montada pela Christie’s que, a partir de hoje, estará aberta para a visita na casa de leilões, coincidindo com a Semana da Haute Couture, quando em Paris se reúnem os maiores admiradores e colecionadores de moda do mundo.

Macaque in the trees
Saint Laurent beija Catherine Deneuve, que participou como modelo de seu último desfile Haute Couture, em 2002; ao lado, Yves Saint Laurent, em seu desfile de encerramento da carreira, cercado ao final por todas as suas modelos na passarela, inclusive Catherine Deneuve (Foto: AFP)

PRÊMIO EDUCAÇÃO

A professora Maria Thereza Penna Firme foi eleita, por unanimidade, pelos acadêmicos da Academia Brasileira de Educação - ABE, a Educadora do Ano 2018. Maria Thereza é membro da American Evaluation Association e Coordenadora do Centro de Avaliação, na Fundação Cesgranrio. O título altamente honorífico já foi concedido ao ex-secretário de Educação de São Paulo, Gabriel Chalita, e à presidente da Fundação Ayrton Senna, Vivianne Senna. A data da homenagem será anunciada em breve pelo professor Carlos Alberto Serpa de Oliveira, presidente da ABE.

PRÊMIO LA MONTENEGRO

Serpa está em tempo de premiações. Na segunda-feira será a sexta edição da entrega do Prêmio Cesgranrio de Teatro, que tradicionalmente acontece ocupando todos os salões do Copacabana Palace. A grande homenageada será Fernanda Montenegro, no ano de seu 90º aniversário. Os apresentadores serão Julia Lemmertz e Jônatas Faro. E depois haverá o grande coquetel souper. Esse prêmio é o primeiro a contemplar, de forma inédita, a categoria Teatro Musical. É também a premiação nacional que confere aos vencedores das várias categorias o valor mais elevado: 150 mil pra cada um.

PRÊMIO PINÓQUIO

Mas esses não são os únicos prêmios que merecem notícia. Acaba de ser criado o The Foolitzer Prizes, que elege as piores notícias falsas, divulgando os sites que disseminam a desinformação, e que tentam parecer sérios. A iniciativa do prêmio é do E-farsas, site que desde 2002 aponta os boatos nas redes.

The Foolizer Prizes é uma alusão óbvia ao The Pullitzer, que homenageia as melhores matérias jornalísticas no mundo.

São seis categorias: Política, Esporte, Saúde, Entretenimento, Conspiração e Gran Foolitzer. Os vencedores serão anunciados no começo de fevereiro.

PRÊMIO VIOLÊNCIA

É o Brasil bombando no noticiário internacional, uau! A Human Rights Watch acaba de divulgar seu Relatório Mundial de Direitos Humanos, em que a pátria amada, salve, salve, bateu todos os seus recordes de mortes violentas, com apavorantes 63.880 casos em 2018. Já as mortes cometidas por policiais em serviço e de folga cresceram 20%, quando comparadas com 2017. O relatório se baseia em informações coletadas entre o final de 2017 e novembro de 2018. Outra que bate um bolão, isto é, bate um balaço nesse ranking é a nossa zona rural. Foram 71 pessoas mortas de forma violenta em conflitos de terra, maior número desde 2003.

MULHER PRESIDENTA

A nova presidente da Infraero é a primeira mulher a ocupar o cargo. Ela é a economista Martha Sellier, agora responsável pela administração dos principais aeroportos do país. De 2011 a 2016, Martha foi diretora do Departamento de Regulação e Concorrência da Aviação Civil, da Secretaria de Aviação Civil.

PARECE MAS... É!

Outra novidade da Record TV, confirmada ontem, é a estreia dia 6 do novo reality show da emissora: “The Four Brasil”, apresentado pela Xuxa. É uma competição musical, mas a Record jura que será diferente de The Voice, Fama e correlatos. Vale lembrar que Xuxa apresentou por quatro temporadas na mesma emissora do bispo o “Dancing Brasil”, gêmeo univitelino do “Dança dos Famosos”, da Globo.

BENFEITORA DO RIO

Será amanhã, na paróquia São José da Lagoa, às 17 horas, a missa de sétimo dia pela alma de Gisella Amaral.

JORGE PAULO LEMANN

Na contramão das políticas de ensino anunciadas pelos integrantes do Governo Bolsonaro, a fundação do Jorge Paulo Lemann, brasileiro mais rico do mundo, está distribuindo bolsas de pós-graduação para estudar nos EUA, voltadas para negras e negros, população indígenas e pessoas de baixa renda. O lançamento foi esta semana, no dia 15, e as inscrições dos pretendentes fecham dia 10 de fevereiro. Eles inclusive ajudam na preparação para o teste de inglês, no relacionamento com as universidades e durante o curso.

CAMAROTE DO REI

Em seu terceiro ano na Sapucaí, o Camarote do King, faz coquetel de lançamento na segunda, no Paris 6 da Barra. Com três andares e 1.200m², o sucesso do King é tal que, no ano passado, foi todo vendido em 10 dias, e antes do desfile.

DESPETIZAÇÃO?

Luciana Barreto, a mulher negra brasileira que colocou a TV Pública no ar, se despediu após 15 anos. Foram muitos casos de racismo denunciados por ela, denúncias de assassinatos de policiais e também da política de extermínio que matou um negro a cada 23 minutos. Enquanto esteve no jornalismo público, foram mais de 320 mil jovens assassinados. O equivalente à população da Islândia. Com esse balanço, ela anunciou ontem sua despedida nas redes sociais.

                                                                          ***

A CINEASTA Ana Muylaert, premiada diretora do filme Que Horas Ela Volta?, busca histórias reais de meninas que acessaram o ensino superior através do Prouni, o Fies e as Cotas. É para seu documentário Jéssicas. Se você tem alguma amiga que conseguiu romper o ciclo histórico de poucas oportunidades e ingressou no ensino superior, é contatar www.facebook.com/jessicasofilme

Com João Francisco Werneck



A exposição que abre hoje, na Christies, com os vestidos que Catherine Deneuve está leiloando, todos da marca Yves Saint Laurent
Saint Laurent beija Catherine Deneuve, que participou como modelo de seu último desfile Haute Couture, em 2002; ao lado, Yves Saint Laurent, em seu desfile de encerramento da carreira, cercado ao final por todas as suas modelos na passarela, inclusive Catherine Deneuve