O COPA VAI VOLTAR A SER O COPA!

A notícia estourou ontem na mídia brasileira, através do JB Online. E na estrangeira através da agência de notícias Reuters. O colecionador de marcas de luxo Bernard Arnault, CEO e presidente executivo do grupo francês LVHM, anunciou a aquisição da empresa de hotéis e viagens de luxo Belmond Ltd. A compra envolve todo o seu portfólio global. São 46 hotéis luxuosos, cruzeiros, safaris e trens. No pacote estão incluídos o nosso Copacabana Palace, o hotel e restaurante Le Manoir, em Oxfordshire, e o Cipriani, em Veneza. Tudo isso por US $ 3,2 bilhões.

Macaque in the trees
Bernard Arnault, o novo hoteleiro de Copacabana, merece um beijo de boas-vindas do Rio de Janeiro (Foto: Site da LVMH)

Com a compra da Belmond Ltd. pela Louis Vuitton Moet Hennessy - LVMH, empresa de Bernard Arnault, o Copacabana Palace vai se somar a 70 grifes das mais importantes do universo da sofisticação. São elas, Louis Vuitton, Christian Dior, Fendi, Celine, Emilio Pucci,Givenchy, Kenzo, Marc Jacobs, Guerlain, Chaumet, Bvlgari. Os glamorosos trens de luxo Royal Scotsman e British Pullman, que cruzam a Grã-Bretanha com seus vagões vintage, e o trem Orient Express, que inspirou até romance de Agatha Christie.

Sem esquecer os melhores champagnes: Krug, Dom Perignon, Moet et Chandon, Veuve Clicquot. Sua receita em 2017 foi de 42,6 bilhões de euros, seus empregados são 145 mil.

Disse Bernard Arnault em seu comunicado: “O patrimônio da Belmond, seus serviços inovadores, a excelência na execução e no empreendedorismo estão em sintonia com os valores do Grupo LVMH e são complementares às nossas atividades nos hotéis Cheval Blanc e Bvlgari”.

Aleluia, irmão!

Acredito que Bernard Arnault, um especialista em marcas de luxo, saberá valorizar a maior marca de luxo brasileira, o Copacabana Palace Hotel, e não terá a insensatez de trocar seu nome, como fez o proprietário anterior, passando a chamá-lo de Belmond.

Sob essa perspectiva estreita do que significa o luxo e quanto ele vende, o Copa foi praticamente transformado em um hotel de caravanas de congressistas e de turistas. Seu décor foi desvirtuado, o restaurante da Pérgula redecorado para parecer cafeteria do Hilton, o Cipriani empobrecido e despido de referências, como o painel de Rugendas, e uma discoteca chegou a ser instalada na piscina, funcionando madrugada adentro, enlouquecendo os hóspedes, que esperavam sossego. Houve acertos, naturalmente, como o novo corredor da Pérgula e o spa. Porém foi grande o esforço parase retirar o requinte, como se quisessem negar o maior ativo do Copa: a memóriad os Guinle, que representou o luxo refinado no país durante quase um século.Tais medidas não devem ser atribuídas à gestão, mas à orientação dos antigos proprietários, o que provavelmente vai mudar, sendo o hotel mais famoso do Brasil reconduzido ao glamour perdido, dentro da necessária modernidade.

O Copa vai voltar a ser o Copa!

 

Macaque in the trees
Beijoca dupla: Kaia Gerber, a Melhor Modelo do Ano no British Fashion Awards; e a sempre pioneira estilista Vivienne Westwood, vencedora na categoria Revolução da Marca (Foto: AFP)

BALUARTE IMORTAL

Não são do feitio da Casa de Machado de Assis os discursos contundentes e diretos sobre a realidade política brasileira. Mas o de Marcos Lucchesi, na solenidade de sua posse na presidência da Academia Brasileira de Letras, tinha nome, endereço e telefone. Falou o imortal: “Queremos a construção da paz e da hospitalidade, e não a bandeira da barbárie, porque Roma não cairá, nem poderá celebrar a cultura do ódio, contradição no adjetivo, pois ódio e cultura não sabem e não podem caminhar juntos”. Na testa de quem promete mortes e perseguições.

Não ficou por aí, Lucchesi disse mais: “Se a beleza salvará o mundo, nas palavras de um personagem de Dostoiévski, não hesito em dizer que a pluralidade salvará o Brasil. Ninguém se iluda: a cultura é o derradeiro baluarte da democracia”. Foi uma baluartada na cabeça dos que investem no ódio e na opinião única. Havia alguns por lá...

OUTRA BALUARTADA

A propósito, os arautos da “barbárie”, que tanto detonam a Lei Rouanet, precisam ler a última revista Exame. Ela apresenta o impacto econômico positivo dessa Lei no Brasil, com um retorno 59 vezes maior do que o valor financiado.

BLACK IS BEAUTIFUL

O Movimento Black Power surgiu nos anos 60 nos EUA e levou 50 anos pra chegar ao Brasil, mas veio com tudo. Estudo da Agência Heads registra um aumento extraordinário de mulheres negras na publicidade da televisão brasileira. Em 2015, elas eram 4%, enquanto eram brancas 93% das protagonistas de filmes publicitários. Este ano, de 23 a 29 de julho, foram monitorados 2.149 comerciais das TVs aberta e fechada, constatando-se o índice de 25% mulheres negras estrelando os comerciais. Bingo!

AS RUDGE

De digital influencer de sucesso a bem-sucedido nome do e-commerce de moda, Andrea Rudge convida para a inauguração, na terça-feira, do showroom da Unihome, com comprinhas irresistíveis de Natal, no espaço delas em São Conrado.

LUCINHA RECICLA

A deputada Lucinha, do PSDB, quer obrigar as concessionárias que fazem o transbordo e o tratamento de resíduos sólidos a investir 5% de seus contratos no estímulo à reciclagem. Apresentou à Alerj Projeto de Lei nesse sentido, e ainda define que 50% do valor custeiem coletas seletivas por catadores de materiais reciclados. E mais: 20% deverão ser investidos em melhorias no entorno dos empreendimentos em um raio de dez quilômetros. Já os outros 30% serão para compra de equipamentos para a reciclagem e a construção de galpões para os catadores.

JINGLE BELL

Depois de lançar nova coleção de sua Íssima, na Casa Julieta de Serpa, Marga Padilha zarpa para as festas de fim de ano na Espanha. O filho e a nora vão de Nova York ao seu encontro.

Macaque in the trees
E um beijinho estalado na Ivete Sangalo, mais magra, shape perfeito para este look capotante com que gravou o vídeoclipe do novo DVD (Foto: Fred Pontes)

PONTO FRIO BONZÃO

A Secretaria Municipal de Ordem Pública fez uma batida na UERJ, onde rola uma “feira de sucatas”, e a Comlurb apreendeu seis toneladas, inclusive eletrodomésticos. Havia uma lava-louça, duas geladeiras, um liquidificador, cinco micro-ondas, uma fonte, um forno elétrico, duas impressoras e duas bicicletas. Dava pra montar uma Casa Bahia.

O PLUS DE GISELLA

Gisella Amaral está em São Paulo, onde permanecerá mais três semanas, com aquele otimismo e sua fé de sempre, em tratamento de mais um percalço de sua saúde, que certamente será superado. A fé de Gisella não só remove montanhas, ela promove a vida.

JOIAS DO SATURNINO

Vocês sabem que neste Natal o lance é presentear e receber livros. A campanha rola solta nas redes sociais. E se há um livro que recomendo com prazer é o “Joias do Rio”, de Saturnino Braga. Com seu texto ótimo, o ex-prefeito do Rio de Janeiro selecionou 14 “joias” da cidade e discorre sobre elas, presenteando o leitor com revelações saborosas sobre sua vida em cada um daqueles pedacinhos do Ri.

----

BELEZA É MATTOS Sergio Mattos, o homem que apostou nas modelos mais bonitas da paróquia, Gisele Bündchen inclusive, abre amanhã no Espaço Hub sua exposição de 30 anos de moda. O HUB é no Santo Cristo. É a cidade se reinventando e resgatando bairros do passado antes ignorados.

----

Com João Francisco Werneck



Bernard Arnault, o novo hoteleiro de Copacabana, merece um beijo de boas-vindas do Rio de Janeiro
Beijoca dupla: Kaia Gerber, a Melhor Modelo do Ano no British Fashion Awards; e a sempre pioneira estilista Vivienne Westwood, vencedora na categoria Revolução da Marca
E um beijinho estalado na Ivete Sangalo, mais magra, shape perfeito para este look capotante com que gravou o vídeoclipe do novo DVD