Tem para todos

Tem para todos

Envolvido no suposto “escândalo do Detran” no governo Yeda Crusius (PSDB), Ariosto Culau comanda agora a Administração e Finanças da Anac, após altos cargos no Transportes e no Planejamento.

Apesar de tudo

Alvo da Interpol e réu no STF, o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) está eufórico. Ligou para dirigentes do PP e agradeceu a filiação de 140 mil  na legenda em todo o Brasil, mais de 33 mil só em São Paulo.

Rombo na fatura

Sob risco de multa de R$ 1 milhão por reincidência, o Banco do Brasil foi proibido pelo CADE de manter o monopólio de crédito consignado para servidores estaduais. O BB domina o setor em oito estados.

Pensando bem... 

O problema do Congresso é que só o Popó foi eleito. Faltam o Junior Cigano, Anderson Silva e José Aldo para darem um jeito no plenário.

PODER SEM PUDOR

PAC e POC

A guerra do PT para emplacar o deputado Arlindo Chinaglia (SP) na presidência da Câmara à época tinha outros objetivos fisiológicos, além da pretendida anistia ao ex-ministro José Dirceu. O então líder aliado Beto Albuquerque (PSB-RS) comparava a ansiedade petista ao PAC (Programa de Aceleração de Crescimento) do presidente Lula: “Eles (petistas) defendem é o POC, Programa de Ocupação de Cargos. O resto é salamaleque.” Hoje sem mandato, Albuquerque continua aliado do governo.