Não vai bem a relação entre Cabral e Beltrame

Balas perdidas

Não vai bem a relação do governador Sérgio Cabral, do Rio, com o seu secretário de Segurança, José Mariano Beltrame. Andam mandando indiretas um para o outro. Antes, reservadamente; agora, publicamente. 

Ainda mais rico

A família de Bruno Maranhão vai botar a mão em R$ 45 milhões, pela venda do último grande terreno à beira-mar em Boa Viagem, Recife, onde caiu o avião da empresa NoAr, em julho. Ele é aquele porralouca do “MLST” que liderou a invasão e depredação da Câmara, em 2006.

Só para VIPs

Além de Lula, cujo plano de saúde paga o tratamento contra o câncer no Sírio e Libanês, a Câmara gasta R$ 1,1 milhão para usar serviços do hospital; o Senado, R$ 2 milhões. Sem licitação. Eles merecem.