Dilma cria comitê para monitorar Orlando Silva

Dilma cria comitê para monitorar Orlando Silva

A presidenta Dilma ordenou à Casa Civil a criação de um comitê de monitoramento para o caso do ministro Orlando Silva (Esporte). Os ministros Gleisi Hoffmann, Ideli Salvatti (Relações Institucionais), Gilberto Carvalho (secretário-geral) e Luís Adams (Advogado-Geral da União) vão orientar a defesa de Orlando Silva. Mas deixaram o recado: tudo depende do seu desempenho. E se aparecer fato novo, cai fora.

Passou no teste

Foi positiva a avaliação que o Planalto fez da coletiva de Orlando Silva,  desafiando o acusador, ao chamá-lo de “bandido”, e foi “convincente”.

Primeiro tempo

Ao chegar do México, Orlando Silva foi à casa da ministra Gleisi Hoffmann. Jurou inocência e juntos fizeram um balanço do noticiário.

Sem noção

Só comunistas de boteco chamariam de “Pra frente, Brasil” uma ONG enrolada em denúncias no Esporte. Era slogan da ditadura militar.

 Torcida maluca

#SouOrlandoBrasil quase alçou o topo dos comentários no Twitter, domingo (16). “Sigo com a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo”, afirmou o ministro Orlando Silva, agradecendo o “apoio”.