Brasília luta para limpar o nome

O governo do DF ainda luta para limpar o nome: desde a era Joaquim Roriz, em 2003, foram 116 calotes em convênios de mais de R$ 100 milhões que o colocaram no Cadim, o SPC do Tesouro Nacional.

Calote denunciado

Três ex-governadores são processados pelo governo do DF: Joaquim Roriz, por não prestar contas de R$ 17 milhões recebidos do governo federal, e os sucessores Maria de Lourdes Abadia e Arruda por não fazerem nada sobre isso. Condenados, ganharão nova inelegibilidade.